O que é cancro da bexiga e que tratamento?

A identificação precoce de sinais do sistema urinário pode aumentar a sobrevivência ao cancro da bexiga. O oncologista urológico, Saum Ghodoussipour, do Rutgers Cancer Institute, EUA, esclarece sobre fatores de risco e tratamento.

0
O que é cancro da bexiga e que tratamento?
O que é cancro da bexiga e que tratamento? Foto: © Rosa Pinto

A bexiga, uma parte do sistema urinário, é um órgão oco na bacia ou pelve com a função principal de armazenar e eliminar a urina que é drenada pelo rim. O cancro da bexiga desenvolve-se quando células anormais na bexiga começam a crescer descontroladamente.

A American Cancer Society estima cerca de 83.730 novos casos de cancro da bexiga em 2021, nos EUA. Os homens e as mulheres devem ter uma compreensão sobre o cancro da bexiga para estarem despertos para um possível problema e permanecerem proativos na redução do risco de desenvolver a doença.

O que causa cancro de bexiga?

Os investigadores estão a trabalhar para entender melhor as causas do cancro da bexiga, mas já se sabe que vários fatores podem aumentar o risco de desenvolver a doença. Fumar é de longe o maior fator de risco para o desenvolvimento de cancro da bexiga. As pessoas fumadoras têm até quatro vezes mais probabilidades de desenvolver a doença do que os não fumadores.

Também certas exposições químicas foram associadas ao cancro da bexiga, incluindo as usadas nas indústrias têxteis, de tintas, borracha, couro ou impressão. Outros fatores de risco incluem história de inflamação crónica por infeções recorrentes da bexiga e idade avançada.

Quais são os sintomas do cancro da bexiga?

Na maioria dos casos, o primeiro sinal de cancro de bexiga é sangue na urina. Outros sintomas incluem dor ou sensação de queimadura ao urinar, micção frequente, necessidade de urinar muitas vezes durante a noite, sensação de necessidade de urinar, mas não conseguir urinar e dor lombar num lado do corpo. É importante uma consulta médica se sentir algum destes sintomas ou alterações ao urinar.

Quais são as opções de tratamento mais recentes?

O tratamento do cancro da bexiga depende do tipo de cancro da bexiga e do estágio da doença. A maioria dos cancros da bexiga é o carcinoma urotelial, que é um cancro que se forma nas células que revestem a bexiga. Para o cancro superficial da bexiga que não invadiu as camadas musculares mais profundas, o tratamento começa com a remoção do tumor da parede da bexiga. Os tumores com alto risco de progressão são então tratados com medicamentos que são instilados na bexiga, geralmente um medicamento de base imunológica chamado bacilo Calmette-Guérin (BCG) ou quimioterapia aplicada diretamente na bexiga.

Para o cancro da bexiga que invade o músculo, o tratamento inclui uma combinação de quimioterapia e cirurgia para remover a bexiga ou radioterapia. As técnicas cirúrgicas modernas incluem a reconstrução de uma nova bexiga usando o intestino. Recentemente, a imunoterapia foi aprovada para o tratamento do cancro da bexiga avançado e não invasivo do músculo. A imunoterapia ajuda o próprio sistema imunológico do corpo a detetar e matar as células cancerosas. Os ensaios clínicos em curso estão a testar novas imunoterapias e combinações com quimioterapia ou outras terapias direcionadas. Estes novos tratamentos podem melhorar a sobrevivência ao cancro da bexiga e reduzir os efeitos colaterais.

Por que é importante uma consulta especializada?

Embora o cancro da bexiga possa ser um problema de saúde sério, há muitas opções para tratar a doença e manter uma boa qualidade de vida. Equipas como as do Rutgers Cancer Institute têm experiência e espírito colaborativo para fornecer uma boa resposta personalizada a cada paciente.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!