Orfeão de Leiria reativa Orquestra Sinfónica

Reativada a Orquestra Sinfónica de Leiria que, sob direção do maestro Nuno Almeida, faz a sua nova estreia, dia 1 de dezembro, na Igreja do Convento da Portela em Leiria com o concerto ‘Um Natal Português’.

0
7
Partilhas
Orquestra Sinfónica de Leiria, 2008
Orquestra Sinfónica de Leiria, 2008. Foto: DR

O Orfeão de Leiria Conservatório de Artes (OLCA) reativou a Orquestra Sinfónica de Leiria, e para assinar este regresso irá haver o concerto ‘Um Natal Português’, no dia 1 de dezembro, sob a orientação do maestro Nuno Almeida, na Igreja do Convento da Portela em Leiria. Um espetáculo que será inédito na região e que juntará em palco mais de uma centena de músicos e coralistas.

A Orquestra Sinfónica foi criada em abril de 2008 sob a direção do maestro Alberto Roque, e a exemplo de congéneres de escolas e universidades inglesas e americanas. Um grupo constituído por alunos e professores instrumentistas da Escola de Música do Orfeão de Leiria (EMOL) e ainda por outros músicos convidados.

Agora o Orfeão de Leiria pretende com a reativação da Orquestra recuperar a marca emblemática da instituição, e tornar-se numa referência para a cidade e para a região centro, pois como referiu Acácio Sousa, presidente do OLCA “a reativação da Orquestra Sinfónica de Leiria” era desejada já “há algum tempo” dada “a importância que um grupo destes tem para uma cidade como Leiria, onde cada vez mais proliferam os eventos culturais bastante diversificados.”

Para Acácio Sousa “a Orquestra Sinfónica será como uma montra do trabalho” dos alunos, “mas terá também o objetivo de atrair músicos que desenvolvam o seu percurso fora de Leiria, apostando na elevada qualidade dos repertórios e na realização de performances continuadas,” E ainda, entende Acácio Sousa, que “uma Orquestra Sinfónica na cidade constitui um importante argumento cultural e é mais um importante passo neste caminho que temos de percorrer para ver Leiria Capital Europeia da Cultura 2027.”

Para o maestro Nuno Almeida a reativação de uma orquestra é “um processo complexo”, pelas diferentes vertentes que estão envolvidas, e pela necessidade garantir um elevado nível de excelência.

O concerto na Igreja do Convento da Portela “será sem dúvida um concerto marcante, com a particularidade de ser também um espetáculo 100% português, desde os compositores aos músicos e coralistas”, indicou o maestro Nuno Almeida, que não vê “melhor forma de assinalar a reativação da Orquestra Sinfónica de Leiria” e esclarece que “este concerto nunca foi apresentado na íntegra na região centro/sul do País”.

O espetáculo conta com 45 instrumentistas da Orquestra Sinfónica, com um ensemble de flautas de bisel e com os elementos do Coro do Orfeão de Leiria e do Coro de Câmara do Orfeão de Leiria, que durante o concerto “irão protagonizar sucessivos diálogos entre si”.

‘Um Natal Português’ é apresentada pelos seus compositores como uma peça única, dividida em quatro “andamentos” diferentes, onde cada um procurou encontrar, da melhor forma, a tradução coral-sinfónica de cada uma das melodias populares. Para o efeito, “foram adotados processos e técnicas que permitissem recriar o ambiente singular de cada uma das melodias, amplificando e expandindo de diversos modos as suas originárias expressões, de forma a cruzar o popular e o erudito.”

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz