Orfeão de Leiria vai aproximar gerações com apoio da Fundação Montepio

Projeto social do Orfeão de Leiria é um dos 19 selecionados que vão receber apoio da Fundação Montepio. O projeto “Face to Face” vai, durante 14 meses, promover a interação, através das artes, de diferentes gerações.

0
Orfeão de Leiria vai aproximar gerações com apoio da Fundação Montepio
Orfeão de Leiria vai aproximar gerações com apoio da Fundação Montepio. Foto: Rosa Pinto

O Orfeão de Leiria Conservatório de Artes (OLCA) vai receber apoio da Fundação Montepio para levar a cabo um novo projeto de inclusão social. O novo projeto “Face to Face” destina-se a aproximar diferentes gerações através das artes.

A instituição de ensino artístico leiriense foi uma das 19 entidades de economia social que viram as suas candidaturas aprovadas no âmbito do Programa FACES, financiado pela Fundação Montepio.

O projeto “Face to Face” vai ter início no próximo mês de outubro e será desenvolvido ao longo de 14 meses pelo Orfeão de Leiria. Durante este período vão ser realizadas atividades de âmbito cultural para promover a interação entre um grupo de jovens institucionalizados, com idades entre os 13 e os 21 anos, e os alunos do Conservatório Sénior do Orfeão de Leiria, para promover a inclusão e bem-estar emocional.

Acácio de Sousa, presidente do OLCA revelou: “Este é um novo projeto de carácter social que o Orfeão de Leiria vai desenvolver no âmbito programa “Incluir com Arte”, que arrancou no passado ano letivo, com o objetivo levar as artes e a cultura a cada vez mais pessoas. É um compromisso que assumimos e que faz parte da nossa missão enquanto instituição de ensino artístico.”

Para o responsável do OLCA o projeto pretende “contribuir para aumentar as competências pessoais, sociais e artísticas de jovens institucionalizadas, e combater o isolamento social das pessoas seniores através desta interacção entre gerações, que tem como elementos centrais a arte e a cultura.”

A segunda edição do programa FACES recebeu 131 candidaturas validadas. As candidaturas abrangeram três áreas de intervenção: “Empregabilidade de Pessoas com Deficiência”, “Respostas Inclusivas para famílias vulneráveis e pessoas sem-abrigo”, e “Inclusão de crianças e jovens em situação de risco”. É nesta última área que se insere o projeto “Face to Face”, do OLCA. As 19 candidaturas finalistas apuradas pelo Conselho de Administração da Fundação Montepio vão receber um apoio no valor de 343.259,00 euros.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!