PME portuguesas apresentam défice em estratégia digital

Uma em cada quatro PME nacionais não apresenta uma estratégia digital, esta é a conclusão de um estudo da empresa PSE – Produtos e Serviços de Estatística, que indica também que o e-mail é o recurso mais usado como canal digital.

0
PME portuguesas apresentam défice em estratégia digital
PME portuguesas apresentam défice em estratégia digital. Foto: Rosa Pinto

Estudo da PSE – Produtos e Serviços de Estatística confirmou que as PME nacionais estão a perder muitas das vantagens que a economia digital tem para oferecer, dado que 26% destas não apresenta uma estratégia digital, “numa sociedade definida pela revolução na comunicação, que alterou o modo de vida das pessoas, e consequentemente, a forma de trabalhar das empresas.”

O estudo foi realizado entre os meses de março e abril de 2018 junto de diretores, quadros superiores e técnicos de 1.508 PME de seis grandes sectores de atividade, sendo 44% das PME com menos de 10 trabalhadores.

Os resultados do estudo aponta para que “uma em cada quatro empresas, ou seja, 26% não apresenta uma estratégia digital; 37% são principiantes e fazem alguma comunicação para divulgação de eventos ou produtos de forma não organizada ou sistemática; 16% não vão além do estado elementar, tendo consciência do potencial digital e social, mas têm dificuldade na realização de campanhas, muito por falta de pessoal especializado; 10% encontram-se no estado intermédio e usam um leque mais alargado de canais; apenas 6% se situam no estado avançado e 5% numa fase proficiente, ou seja, com tecnologias sociais e digitais integradas nos processos de negócio.

A PSE indicou que sobre os canais digitais mais usados pelas PME, a esmagadora maioria, isto é 91%, elegeu o e-mail, que é usado diariamente ou semanalmente para atividades de marketing, 62% nunca usou o Instagram, 73% não utiliza o Twitter e 55% nunca usou o YouTube.

A conclusão do estudo indica que 80% das PME encontra-se “nos graus mais baixos de maturidade na utilização de canais sociais e digitais, tendo como objetivos a divulgação através de e-mail, o uso do website como uma montra que aumenta a presença e visibilidade.”

Neste contexto a PSE indica que a situação traduz-se “na utilização ineficiente de canais, em ações esporádicas e não-sistemáticas de comunicação de eventos ou produtos, sem grandes objetivos de negócio e sem uma medição”, e que 20% das PME usa estes meios “para potenciar a rede e crescer, potenciar comercialmente canais digitais e sociais, assim como integrar a tecnologia na organização, interna e externamente.”

O estudo indica ainda que “nem todos os setores de atividade são iguais, que os 2% de PME do setor da agricultura e pescas, as 8% da construção e as 29% da indústria e energia apresentam a menor a maturidade digital.

Com maior maturidade digital encontram-se as PME do setor dos serviços que ocupam 35%, às 23% do comércio e as 2% compostas por empresas da área da saúde, TI, software, eletrónica, telecomunicações, educação, etc.

A PSE verificou que o tamanho das empresas é importante, pois “as PME com maior número de empregados têm um nível de maturidade superior, isto porque apresentam melhor performance essencialmente em duas dimensões: nos recursos humanos e na análise.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!