Portugal e China vão criar StarLab para produzir microssatélites

Empresas portuguesas e Institutos da Academia Chinesa das Ciências assinaram, hoje, um acordo para a criação de Laboratório nos domínios do Mar e do Espaço. O STARLAB vai dar início à produção de microssatélites.

0
Portugal e China vão criar StarLab para produzir
Portugal e China vão criar StarLab para produzir. Foto: TVEuropa microssatélites. Fot

No âmbito da visita de Estado a Portugal do Presidente da Republica Popular da China, Xi Jinping, foi assinado um memorando de entendimento entre as empresas portuguesas TEKEVER e Centro de Engenharia e Desenvolvimento (CEIIA) e a Academia Chinesa das Ciências, nomeadamente os Institutos de Microssatélites e Oceanologia, para a criação, em Portugal, de um Laboratório de Pesquisa de Tecnologia Avançada nos domínios do Mar e do Espaço – o STARLAB.

O STARLAB tem como objetivo alargar a cooperação com outras entidades internacionais, em áreas como a visão 4D, a exploração do espaço profundo, desenvolvimento de plataformas de satélites ou de tecnologias de monitorização e proteção dos oceanos.

António Costa, Primeiro-Ministro, referiu que é “muito importante o acordo que foi estabelecido tendo em vista passarmos a produzir, em Portugal, através do STARLAB, microssatélites”, e indicou que “será um primeiro passo para a produção industrial mista, que julgamos muito promissora relativamente às relações futuras” com a China.

O Primeiro-Ministro lembrou que a Declaração Conjunta enfatiza “a colaboração que podemos ter no desenvolvimento de outras áreas industriais designadamente na área da indústria automóvel e da mobilidade elétrica.”

O memorando de entendimento para o plano de implementação do STARLAB foi assinado por Ricardo Mendes da TEKEVER e por Gong Jiancun, Diretor dos Institutos de Microssatélites e Oceanologia da Academia Chinesa das Ciências.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!