Portugal já recebeu 127 refugiados do programa das Nações Unidas

Portugal recebeu na primeira fase do Programa de Reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) 127 pessoas refugiadas. Dia 28 de fevereiro chegaram 23 oriundas do Sudão, Síria, Sudão do Sul e Etiópia.

0
Portugal já recebeu 127 refugiados do programa das Nações Unidas
Portugal já recebeu 127 refugiados do programa das Nações Unidas. Foto: © Rosa Pinto

Ao abrigo do Programa Voluntário de Reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), chegaram a Portugal mais 23 pessoas refugiadas a partir do Egito. No total são já 127 os refugiados recebidos, e que correspondem à primeira missão do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e do Alto Comissariado para as Migrações (ACM) ao Egito.

As 23 pessoas que chegaram a Portugal no dia 28 de fevereiro integram 5 famílias e 2 pessoas isoladas. Estes refugiados são oriundos do Sudão, Síria, Sudão do Sul e Etiópia e são acolhidos pelo Conselho Português para os Refugiados, em Loures, e pela Associação Peaceful Parallel, em Coimbra.

Nesta primeira fase do Programa de Reinstalação, as 127 pessoas foram acolhidas por diversas entidades como: o Centro Português de Refugiados; Peaceful Paralell; Município de Proença-a-Nova; Município de Lisboa; Município do Alvito, e a Cruz Vermelha Portuguesa, e em municípios como: o Alvito; Coimbra; Elvas; Gondomar; Lisboa; Loures; Olhão; Proença-a-Nova; Sintra; São João da Madeira e Vila Viçosa.

A Reinstalação consiste num processo de seleção e transferência de refugiados, já reconhecidos pelo ACNUR, de um país terceiro considerado o primeiro país de asilo, para outro Estado. Portugal manifestou disponibilidade para receber até 1010 pessoas, provenientes do Egito e da Turquia.

No âmbito do Programa de Reinstalação do ACNUR, o SEF e o ACM vão em março numa segunda missão à Turquia, em abril realizam a terceira missão ao Egito e, em junho, uma terceira missão à Turquia, para dar seguimento à vinda de mais refugiados para Portugal.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!