Prémio europeu Silver Economy Awards ganho por investigadores portugueses

Produto desenvolvido no Centro da Fraunhofer Portugal AICOS, no Porto, vence Silver Economy Awards. O GoLive Clip permite alertar uma emergência através de um botão de alarme, registar a atividade física diária, e detetar e avaliar o risco de quedas.

0
Prémio europeu Silver Economy Awards ganho por investigadores portugueses
Prémio europeu Silver Economy Awards ganho por investigadores portugueses. Foto: DR

O GoLive Clip, um produto desenvolvido pela Fraunhofer Portugal AICOS (FhP-AICOS) para a empresa holandesa Gociety Solutions, foi distinguido com o 1º prémio na competição Silver Economy Awards, na categoria de organização sem fins lucrativos.

Patrocinado pelo projeto SEED da União Europeia, os Silver Economy Awards, ou Prémios Economia de Prata, têm como objetivo “reconhecer as soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida dos indivíduos com mais de 50 anos.”

O GoLive Clip, lançado no mercado holandês em novembro de 2017, foi desenvolvido pela FhP-AICOS, em parceria com a empresa holandesa Gociety Solutions. O GoLive Clip é um dispositivo wearable que permite ao utilizador alertar contactos de emergência através de um botão de alarme, que regista a atividade física diária, e consegue detetar e avaliar o risco de quedas.

As informações são exibidas na app GoLivePhone, e no portal web, o GoLiveAssist, o que permite o acesso à informação, por parte dos cuidadores, formais e informais, e que é recolhida pelo GoLive Clip, após autorização pelo utilizador do GoLive Clip e apenas ao detalhe por este autorizado.

Com o aumento da expectativa de vida dos portugueses, uma tendência que se verifica também noutros países da Europa, as novas tecnologias revelam-se como uma ferramenta indispensável para a melhoria da qualidade de vida dos idosos. As soluções GoLive apresentam-se como uma tecnologia que serve de suporte a uma vida ativa saudável e mais segura.

A solução tecnológica apresentada é fácil de usar e com custos de utilização reduzidos, permitindo aos utilizadores zelar pela sua saúde, conforto, bem-estar e, claro, garantir ao máximo a sua integridade física. Esta tecnologia não tem só benefícios a nível individual, pois que, ao contribuir para evitar visitas às urgências e hospitalizações, contribui para aliviar o Sistema Nacional de Saúde.

A tecnologia que serviu de base ao produto foi desenvolvida pelos investigadores do FhP-AICOS, no Porto. Uma tecnologia complementada com conhecimento científico produzido noutros projetos desenvolvidos no centro de investigação do Porto, entre os quais: O Smart Companion, uma aplicação Android desenhada especificamente para colmatar as necessidades da população sénior, e os Pandlets, sensores de movimento para dispositivos sem fios, que permitem a monitorização de atividade física, a deteção de quedas, e localização por GPS.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!