Prevalência da obesidade infantil em avaliação em Porto de Mós

Escola Superior de Saúde do Politécnico de Leiria avalia prevalência de obesidade em crianças do concelho de Porto de Mós. A ação, que abrange 882 crianças, mede o peso, estatura, índice de massa corporal e o perímetro da cintura, e o risco cardiometabólico associado.

0
Instituto Politécnico de Leiria
Instituto Politécnico de Leiria. Foto: DR

Estudantes e docentes da Escola Superior de Saúde (ESSLei) do Politécnico de Leiria (PLeiria) levam a cabo uma ação de sensibilização no domínio da saúde, em São Bento, Porto de Mós, envolvendo crianças do primeiro ciclo de escolaridade. A ação que prevê rastrear 882 crianças faz uma “avaliação antropométrica das crianças.”

A ação de avaliação decorre no âmbito da Semana da Educação, uma iniciativa do Município de Porto de Mós, que conta com a colaboração dos estudantes e docentes da licenciatura em Dietética e Nutrição da ESSLei. O objetivo principal é caracterizar as crianças quanto à prevalência de pré-obesidade e de obesidade.

“O rastreio avalia o peso, a estatura, o índice de massa corporal, e o perímetro da cintura, sendo estimado, com base nesses parâmetros, o risco cardiometabólico associado”, explicou Clarisse Louro, diretora da ESSLei, e citada pelo PLeiria.

“A literatura indica que a obesidade infantil é atualmente um problema de saúde pública, que apresenta um impacto significativo a longo prazo, tanto na saúde da população como no domínio socioeconómico, estimando-se que em Portugal cerca de 30% da população infantil apresente obesidade e pré-obesidade”, concluiu a diretora.

A ação de rastreio, às crianças do primeiro ciclo de escolaridade de Porto de Mós, é dinamizada pela ESSLei do Politécnico de Leiria, em colaboração com a UCC D. Fuas Roupinho e a Câmara Municipal de Porto de Mós. A atividade decorre até dia 7 de junho, no Posto de Saúde de São Bento, entre as 9h30 e as 15h30.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!