Rede Mundial das Universidades de Magalhães constitui-se em Sabrosa

Depois de criada a Rede Mundial das Cidades de Magalhães (RMCM), reúnem-se em Sabrosa responsáveis de 14 Universidades de 9 Países e de 4 Continentes para criarem a Rede Mundial das Universidades de Magalhães.

0
9
Partilhas
Rede Mundial das Universidades de Magalhães constitui-se em Sabrosa
Rede Mundial das Universidades de Magalhães constitui-se em Sabrosa

O primeiro encontro das Universidades das Cidades de Magalhães realiza-se de 16 a 18 de janeiro de 2017, em Sabrosa e na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). A criação da Rede Mundial das Universidades de Magalhães (RUMA) utiliza na sua génese “o enorme significado dos feitos históricos que emanam da Primeira Viagem de Circum-navegação” de Fernão Magalhães.

A RUMA inclui projetos que “vão envolver contributos das diferentes disciplinas académicas para o desenvolvimento e a paz”.

A criação de “uma Rede Mundial das Universidades de Magalhães para a investigação, a ciência e a cultura”, irá promover ações de intercâmbio entre instituições de ensino superior “contribuindo para o desenvolvimento de projetos de interesse comum e transversal, bem como da sua democratização”.

Os projetos a desenvolver pela RUMA deverão estar “ao serviço da comunidade, da transmissão do conhecimento”, e devem abranger os “grandes desafios enfrentados pela humanidade”.

No primeiro encontro vão ser debatidas “as perspetivas das Universidades para a colaboração e cooperação do trabalho em rede, bem como analisar e aprovar os protocolos de constituição da RUMA”.

O encontro vai servir também para envolver as Universidades no desenvolvimento “do processo de candidatura a inscrever a Rede Mundial das Cidades de Magalhães (RMCM) na lista do Património Mundial da UNESCO, do bem em série ‘Route of Magellan. First around the World’”.

Os promotores do encontro, Município de Sabrosa e UTAD, pretendem também “obter contributos das Universidades para o enriquecimento do programa das comemorações do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-navegação, bem como formas de participação da RUMA” nas comemorações.

O Município de Sabrosa esteve na génese da ideia, em 2006, da criação da Rede Mundial das Cidades de Magalhães, uma ideia que veio a ser formalizada em 1 de fevereiro de 2013, em Sevilha.

O objetivo da RMCM é a “realização de trabalhos que permitam ações conjuntas destinadas ao estudo, difusão e valorização de um facto universal extraordinário: A Primeira Volta ao Mundo (1519 – 1522), liderada por Fernão de Magalhães”.

Entre as principais prioridades desta Rede está a promoção do conhecimento e o intercâmbio cultural, socioeconómico e ambiental, bem como a inscrição na lista do Património Mundial da UNESCO, do bem em série “Route of Magellan. First around the World”.

A Rede Mundial das Cidades de Magalhães integra as cidades de Ushuaia, Sevilla, San Lúcar de Barraneda, Porvenir, Praia, Rio de Janeiro, Montevideo, Tenerife, Granadilla de Abona, Lisboa, Tidore, Porto, Guetaría, Buenos Aires, Punta Arenas, Cebú, Guam, Tidore, Brunei, Sabrosa, San Gregorio, Puerto San Julián, Ciudad del Cabo e Vicenza.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz