Região Centro já tem mais de 100 empresas Gazela

Região Centro atinge as 112 empresas Gasela. A criação de empregos por estas empresas atingiu os 3.490, em 2018, e o volume de negócios os 1.248 milhões de euros. A empresa Lubrifuel III é distinguida com o Galardão de empresa Gazela 2019.

0
Região Centro já tem mais de 100 empresas Gazela
Região Centro já tem mais de 100 empresas Gazela. Foto: © Rosa Pinto

A região Centro conta, pela primeira vez, com mais de uma centena de empresas Gazela, indica relatório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC). As 112 empresas jovens apresentam um crescimento acelerado no emprego e no volume de negócios. É uma reduzida percentagem do universo das empresas existentes, presentes em todos os setores de atividade, mas diferenciam-se pelo posicionamento nos mercados e pela capacidade de gestão e de risco.

“Estas 112 empresas representam o dinamismo económico e empresarial e a diversidade setorial da região Centro. Mesmo em circunstâncias difíceis, muitas vezes em territórios vulneráveis, são uma amostra de todas as empresas e dos empresários que diariamente ousam apostar, correr riscos e empreender. Nos últimos oito anos, temos vindo a acompanhar este segmento de empresas que gostaríamos de ver multiplicadas e distribuídas pela região Centro, dado o seu contributo para a criação de emprego e riqueza”, referiu Isabel Damasceno, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, citada em comunicado da organização.

Como reconhecimento pelo trabalho destas empresas a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, entregará à empresa Lubrifuel III, no dia 29 de setembro, o Galardão de empresa Gazela 2019, por ter atingido o maior volume de negócios da região.

De acordo com o estudo anual efetuado pela CCDRC, o oitavo consecutivo, estas 112 empresas gazela na região Centro destacam-se pelos seguintes aspetos:

O número de empresas Gazela identificadas na região Centro aumentou 18% face a 2018, passando de 95 para 112 empresas em 2019;

As empresas apresentam um elevado potencial para gerar novos postos de trabalho. Entre 2015 e 2018 triplicaram as pessoas ao serviço, passando de 1261 para 3490 trabalhadores;

O volume de negócios cresceu cerca de 16 vezes entre 2015 e 2018. A faturação foi de 79 milhões de euros em 2015 e 1248 milhões de euros em 2018;

55% das 112 empresas Gazela apresentam exportações. Em 2018 o total de exportações foi cerca de 88 milhões de euros, representando em termos médios, 7% do volume de negócios;

Um quarto das empresas desenvolve as suas atividades no setor da construção que, em conjunto com as indústrias transformadoras, com 23%, e o comércio com 19%, representam 67% das empresas Gazela da região;

As empresas apresentam uma grande distribuição geográfica pelo território, repartindo-se por 42 municípios da região Centro, sendo os 14 nos concelhos de Leiria, 9 em Coimbra e 8 em Aveiro os que têm um maior número, seguidos pelos municípios de Torres Vedras com 7, Ourém com 6, Caldas da Rainha e Alenquer com 5, cada. Com quatro empresas gazela, encontram-se três municípios: Albergaria-a-Velha, Estarreja e Lourinhã. Os municípios da Figueira da Foz, Ílhavo, Ovar, Vagos e Viseu apresentam três empresas Gazela cada. Em termos sub-regionais, destacam-se os territórios correspondentes às NUTS III da Região de Aveiro com 29, do Oeste com 25, da Região de Coimbra com 21 e da Região de Leiria com 19;

Metade das empresas Gazela apuradas foram constituídas nos anos de 2014, 23% e 2015, 27%;

No final de 2019, 68% das empresas Gazela que se candidataram aos Sistemas de Incentivos do Portugal 2020 estão já a ser apoiadas, num total de 44 projetos, com 40 no Centro 2020, que representam 43 milhões de euros de investimento e 17 milhões de euros de incentivo.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!