REMAX Collection abre novas Agências

A imobiliária do segmento de luxo, a REMAX Collection, inaugurou mais seis agências. No primeiro semestre as transações aumentaram 24%, lideradas por investidores portugueses, mas os investidores brasileiros representam já 10% das transações.

0
REMAX Collection abre novas Agências
REMAX Collection abre novas Agências. Foto: DR

A REMAX Collection, imobiliária a operar no segmento de luxo, aumentou, no primeiro semestre de 2019, o número de transações em 24%, ao registar 1.745 operações. Os apartamentos representaram cerca de 73% dos negócios.

Os apartamentos foram o tipo de imóvel de eleição dos investidores e os portugueses mantêm-se como os principais clientes da imobiliária, sendo responsáveis por metade das transações.

Dado o crescente aumento da procura de imóveis de luxo, a marca REMAX destinada ao segmento premium inaugurou seis novas agências exclusivas Collection, três em Lisboa e uma no Porto, uma em São Miguel, Açores, e a terceira em Setúbal. A imobiliária anunciou ainda que prevê abrir mais cinco agências até ao final do ano.

Beatriz Rubio, CEO da REMAX Portugal, esclareceu: “A abertura das novas agências REMAX Collection vem reforçar a nossa posição neste mercado, que tem registado um crescimento notável nos últimos anos”, e acrescentou: “No volume de negócios total da REMAX Portugal, nos primeiros seis meses deste ano, Collection representa já 17,7% do volume de negócios e 5,5% das transações realizadas”.

A responsável da REMAX Collection indicou que um principais objetivos, até ao final de 2019, é “fortalecer a liderança incontestável do segmento através do aumento do número de transações, reforçar a imagem de excelência e satisfação junto dos clientes e alargar a cobertura nacional da marca”.

Portugueses compram mais imóveis de luxo e investimento internacional aumenta

Os portugueses mantêm-se como os principais clientes da REMAX Collection, com cerca de metade das transações. Mas nos últimos anos os clientes brasileiros e franceses têm vindo a ter um peso crescente. Os investidores brasileiros representam já 10% das transações, os franceses acima de 8% e os chineses ultrapassam os 5%.

A imobiliária indicou que em 2019 a variação do peso dos clientes nacionais que, em 2018, era de 62,3%, fixando-se em 50,3% no final do primeiro semestre.

A grande percentagem do mercado Collection é do distrito de Lisboa, que inclui os concelhos de Cascais e Oeiras, com um volume de negócio de 77,60% e um volume de transações de 77,54%, cerca de 10% menos do que em anos anteriores. Porto, Faro, Setúbal e Coimbra fecham o top dos principais distritos.

A imobiliária referiu ainda que a atribuição da categoria “imóvel de luxo” varia, existindo critérios diferentes noutras marcas. Para a REMAX Collection baseia-se em critérios de localização, preço, tipologia, design e arquitetura, pelo que excluí, por exemplo, terrenos e lojas da sua lista, como outras imobiliárias do segmento incluem.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!