Roche abre candidaturas a “Bolsas de Cidadania”

Roche vai atribuir, pela quinta vez consecutiva, bolsas de apoio a projetos para doentes no valor total de 60 mil euros. As candidaturas estão abertas até dia 12 de abril.

0
Biotecnológica Roche.
Roche abre candidaturas a “Bolsas de Cidadania. ”Biotecnológica Roche. Foto: © Roche

Estão abertas as candidaturas para a quinta edição das Bolsas de Cidadania Roche, uma iniciativa que reconhece projetos e ideias de associações de doentes e outras Organizações Não Governamentais (ONG) que promovam a saúde e informação dos doentes. A companhia farmacêutica atribui seis bolsas de apoio, com financiamento total de 60 mil euros.

As seis bolsas destinam-se a financiar projetos e ideias capazes de fomentar a participação dos cidadãos e dos doentes nos processos de decisão em saúde, de informar os doentes dos seus direitos de acesso à informação e ao envolvimento nas decisões individuais de tratamento.

As candidaturas estão abertas até dia 12 de abril, e devem preencher os requisitos indicados no regulamento da iniciativa, e que está disponível em https://bit.ly/2GRhah3.

A análise e seleção das candidaturas são feitas um júri independente composto, pelo menos por cinco elementos.

Esta iniciativa faz parte da Política de Responsabilidade Social da Roche e resulta do seu compromisso em assumir um papel ativo na sociedade apoiando, de forma transparente, ações inovadoras e orientadas para a missão de suporte ao doente.

Na edição de 2018, a Roche atribui também seis bolsas no valor total de 60 mil euros às seguintes entidades e projetos: Associação Portuguesa de Hemofilia e de outras Coagulopatias Congénitas (Projeto “Ver o futuro”); Alzheimer Portugal (Campanha para uma mudança social – “Amigos na Demência”); Associação Desportiva Padel Sem Barreiras (“Padel Adaptado – Prática Desportiva para TODOS e sem barreiras”); Associação Portuguesa de doentes de Parkinson (“PROGRAMA COGWEB MOVE IT”); Fundação Rui Osório de Castro (“Renovação PIPOP – Portal de Informação Português de Oncologia Pediátrica”); e Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras (“Corpo e Mente em Movimento”).

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!