‘Salvé a Língua de Camões’ no Museu da Quinta de Santiago

Projeto 'Salvé a Língua de Camões' regressa com leitura encenada de peça 'Alto Falante', da brasileira Lena Roque, no dia 26 de julho, pelas 21h30, no Museu da Quinta de Santiago, Leça da Palmeira, Matosinhos.

0
“Salvé a Língua de Camões” no Museu da Quinta de Santiago
“Salvé a Língua de Camões” no Museu da Quinta de Santiago. Foto: CC 4.0/Joseolgon

Nelson está morto, isso é ponto assente. Mas Selma e Ana, a esposa e a amante do indivíduo, são obrigadas a viver na mesma casa e a partilhar a sua memória. Este é, em resumo, o enredo da peça ‘Alto Falante’, da atriz e dramaturga brasileira Lena Roque, que no dia 26 de julho, pelas 21h30, no Museu da Quinta de Santiago, animará mais uma sessão da iniciativa ‘Salvé a Língua de Camões’. Escreveu, em nota de imprensa, o Gabinete de Comunicação da Câmara Municipal de Matosinhos.

A Peça dirigida por William Gavião, tem a leitura encenada de “Alto Falante a cargo de Marta Giesta e Margarida Magalhães, que dão vida ao diálogo de Selma e Ana em torno do mistério que rodeia a morte de Nelson e a sua peculiar herança: uma casa onde a mulher e a amante passam a viver juntas, partilhando dores, aflições e surpreendentes revelações,

Lena Roque é mais conhecida como atriz, distinguida os prémios de representação dos conceituados festivais de cinema de Recife e de Fortaleza, mas a brasileira é também encenadora e autora dos textos dramatúrgicos ‘Impressões’, ‘Alto Falante’, ‘Autópsia’ e ‘Louca de amor- quase surtada’, este último uma adaptação do livro ‘Confissões de uma louca de amor’, de Viviane Pereira.

‘Salvé a Língua de Camões’ é um projeto do Teatro Reactor em parceria com a Câmara Municipal de Matosinhos. Um projeto que divulga textos dramatúrgicos do Brasil, de Cabo Verde, de Portugal e de Angola há quase 15 anos. Uma vez por mês, as palavras da língua de Camões ganham vida na voz de atores profissionais ou de voluntários, revelando expressões teatrais e mundividências pouco conhecidas do mundo lusófono, num exemplar trabalho de teimosia, longevidade e persistência.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!