Sérgio Leandro integra grupo de peritos UNESCO para Rede Mundial de Reservas da Biosfera

Investigador e docente do Politécnico de Leiria, Sérgio Leandro, passa a integrar o Conselho Internacional de Coordenação do Programa “Homem e Biosfera” da UNESCO. Os peritos vão definir as diretrizes técnicas da Rede Mundial de Reservas da Biosfera.

0
Sérgio Leandro integra grupo de peritos UNESCO para Rede Mundial de Reservas da Biosfera . Foto: DR

Sérgio Leandro, investigador e docente da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) do Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria), integra grupo de trabalho internacional para a definição das diretrizes técnicas da Rede Mundial de Reservas da Biosfera.

O perito foi indicado pelo comité português do Programa “Homem e Biosfera” (MaB, de Man & Biosphere) da UNESCO para o Conselho Internacional de Coordenação do MaB que é composto por peritos de todo o mundo. Os peritos vão durante os próximos dois anos desenvolver as orientações para as Reservas da Biosfera da UNESCO, em quatro áreas prioritárias: zonamento; governança; política, planos de gestão e de negócios; e monitorização e gestão de dados.

O grupo de peritos da UNESCO, constituido por 47 especialistas de todo o mundo, integra além do investigador Sérgio Leandro, atual subdiretor da ESTM, mais dois portugueses, António Domingos Abreu e Eduardo Carqueijeiro.

O MaB é um programa científico da UNESCO que tem como finalidade promover o equilíbrio entre as sociedades humanas e os ecossistemas, a conservação da biodiversidade, a promoção do desenvolvimento económico sustentável, e a melhoria da qualidade de vida das populações.

Sérgio Leandro explicou, citado pelo IPLeiria, que, “no terreno, os objetivos do MaB consubstanciam-se na designação de Reservas da Biosfera, que funcionam como laboratórios vivos, onde se ensaiam iniciativas de promoção e utilização sustentável dos recursos endógenos, em cooperação com as populações e os atores de desenvolvimento local”.

O investigador referiu ainda que “além da conservação da biodiversidade, enquanto áreas piloto e laboratórios de sustentabilidade, onde se promovem iniciativas inovadoras e a transferência de conhecimento para outros territórios, as Reservas da Biosfera são também espaços de apoio ao desenvolvimento de práticas e estratégias para o desenvolvimento sustentável e as alterações climáticas.”

Em Portugal a Rede Nacional de Reservas da Biosfera da UNESCO integra atualmente 11 territórios: Paul do Boquilobo, Berlengas, Transfronteiriça Gerês-Xurés, Tranfronteiriça Meseta Ibérica, Transfronteiriça Tejo e Castro Verde, no continente, e nas regiões autónomas dos Açores: Ilha do Corvo, Ilha Graciosa, Ilha das Flores e Fajãs de São Jorge e da Madeira a de Santana.

Sérgio Leandro tem estado diretamente envolvido em todo o processo ligado aos projetos dinamizados pela Reserva da Biosfera das Berlengas, em Peniche, que foi reconhecida em junho de 2011 pela UNESCO. A Reserva das Berlengas que é gerida pela Câmara Municipal de Peniche, o Politécnico de Leiria e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, que têm vindo a dinamizar ações para o cumprimento dos objetivos do Programa MaB.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!