TAP aumenta voos para EUA, Brasil e Espanha e suspende para London City

Plano da TAP para 2020 prevê aumento de voos para EUA e Brasil, nova Ponte Aérea para Madrid a partir do Porto e Lisboa, suspender a ligação a London City, e reforço das ligações a várias cidades espanholas, bem como para Telavive e Casablanca.

0
TAP aumenta voos para EUA, Brasil e Espanha e suspende para London City
TAP aumenta voos para EUA, Brasil e Espanha e suspende para London City. Foto: © Rosa Pinto/arquivo

TAP define plano para 2020 em que “o enfoque será consolidar e crescer nas apostas que estão a ser mais bem-sucedidas”. A Companhia lembrou que nos últimos dois anos “registou um crescimento assinalável do número de lugares oferecidos na sua rede. Em 2018, a TAP disponibilizou mais 12% de lugares e, em 2019, a capacidade oferecida já aumentou 9,3%”.

Com uma frota “mais moderna e confortável” em 2020, em que todas as aeronaves do Longo Curso vão ter “interiores novos ou renovados” e “uma frota de A321 Long Range (A321LR) quatro vezes maior que em 2019”.

Aumento de voos para os EUA

Os Estados Unidos da América vão continuar a ser um alvo de negócio para a TAP. Em 2020 “os quatro voos diários para Nova Iorque: duplicam as frequências diárias entre Lisboa-Nova Iorque (JFK), além do voo Lisboa-Newark (EWR) e do Porto-Newark (EWR), que passa a ser diário”. O número de voos semanais para Miami passam dos atuais 7 para 10, e as “novas rotas de Washington D.C. e Chicago passarão a contar com voos diários”.

O A321LR vai aumentar voos para o Brasil

O Brasil continua a ser uma aposta da TAP, onde vai ser usado o novo A321LR e os voos passam de 3 para 5 para cada uma das cidades de Natal e Belém.

Porto passa a dispor de novos e mais voos

Dados da TAP indicam que a companhia registou no Porto, um aumento de 20% em número de passageiros de 2017 para 2018, tendo ultrapassado, pela primeira vez, os dois milhões. Em 2019, de janeiro a julho, o crescimento foi de 11%.

Tendo em conta o crescimento no Porto, a TAP vai, em 2020, implementar ajustes na rede do aeroporto da cidade invicta, “redirecionar a capacidade para mercados onde a competitividade da Companhia seja maior”. O plano prevê, neste caso, suspender os voos Porto-Barcelona e Porto-Lyon, e construir uma nova “Ponte Aérea entre Porto e Madrid, que contará com seis frequências diárias, mais que o dobro da oferta atual”.

A Companhia vai também aumentar as ligações entre o Porto e o Funchal com mais um voo diário, a meio do dia, onde vai utilizar o novo Airbus A321neo Long Range e bem como na operação diária do Porto-Newark e a quarta frequência semanal Porto-São Paulo.

A ligação Porto-Lisboa vai aumentar com mais uma frequência diária em relação ao verão de 2019. Assim, a TAP aumenta “as frequências no Porto em 2020 e assegura o espaço reconquistado nos últimos dois anos”.

Hub em Lisboa continua a crescer

O número de passageiros continua a crescer em Lisboa com um aumento 8,8% de 2017 para 2018. Nos primeiros sete meses de 2019 o crescimento foi já de 6%. No plano definido para 2020 a TAP vai redirecionar a atual capacidade dedicada a Estugarda, Colónia e Basileia, para outros mercados.

Do plano para 2020 consta uma nova Ponte Aérea entre Lisboa e Madrid, e uma nova rota para Santiago de Compostela, bem como o reforço dos voos diários entre Lisboa e as cidades de Barcelona, que passam de 6 para 7 diários, para Bilbau, Valência e Málaga os voos diários passam de 2 para 3, e os voos diários para Sevilha passam de 3 para 4.

Casablanca, em Marrocos, é outra das linhas que vai ver aumentada como mais um voo diário a ligação a partir da saída de Lisboa. Este novo voo vai permitir melhor “a conectividade com a rede intercontinental da TAP”.

A ligação a Telavive, Israel, que abriu este ano, é uma rota de sucesso da TAP, que leva a aumentar para dois os voos diários. Nestes voos vai operar com o moderno A321LR, e desta forma permitir uma “melhor conectividade de Israel com os Estados Unidos e o Brasil.

Para Moscovo, na Rússia, a TAP vai também operar com A321LR, para poder ir ao encontro das exigências de conforto dos passageiros que voam para aquele destino.

TAP suspende voos para London City

Com a justificação das “incertezas de procura por parte dos clientes, associada ao Brexit, e pelos resultados abaixo do esperado” no mercado londrino, a TAP decidiu suspender a operação no aeroporto de London City, “compensando parcialmente os assentos perdidos com o aumento da capacidade dos aviões à partida de Lisboa e do Porto para os restantes aeroportos londrinos, nos períodos de maior procura”.

Luanda e Maputo com novas aeronaves

A TAP prevê disponibilizar os novos A330neo nos voos para Luanda, Angola, a partir de outubro e, até final do corrente ano nos voos para Maputo, Moçambique.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!