Teste inovador para imunidade à COVID-19 lançado pela Unilabs

Unilabs disponibiliza teste para avaliar do grau individual de imunidade à COVID-19. O teste é inovador e assenta na deteção de células T ou imunidade celular. O teste está disponível nos laboratórios Unilabs a partir de 15 de abril de 2021.

0
Teste inovador para imunidade à COVID-19 lançado pela Unilabs
Teste inovador para imunidade à COVID-19 lançado pela Unilabs. Foto: © Rosa Pinto

Um teste inovador para deteção de células T, isto é, a chamada imunidade celular à COVID-19, é lançado por empresa de meios complementares de diagnóstico, a Unilabs, e vai estar disponível a partir do dia 15 de abril de 2021.

As células T são conhecidas por serem importantes na proteção contra muitas infeções virais através de processos conhecidos como imunidade celular. O papel das células T na COVID-19 é neste momento, um foco central de investigação.

No entanto, as células T são consensualmente aceites como muito relevante na avaliação de presença de imunidade protetora para a COVID-19. A Unilabs esclarece que “é nesse sentido que ter essa possibilidade de avaliar a imunidade celular para o SARS-CoV-2, será tão relevante como a avaliação da imunidade humoral ou doseamento de anticorpos.”

“Parte da população desenvolve a imunidade através da criação de anticorpos IgG. No entanto a imunidade pode também ser identificada ao nível celular mesmo na ausência destes anticorpos”, esclarece ainda a Unilabs.

Este teste para deteção de células T “permite o doseamento de INF-γ através do método ELISA apoiando o clínico posteriormente no diagnóstico e na tomada de decisão informada em conjunto com a deteção do anticorpo.”

Os investigadores continuam a estudar a imunidade celular, entretanto têm vindo a ser publicadas milhares de artigos científicos a nível mundial, em face do decaimento da imunidade humoral ou doseamento de anticorpos.

As células T são geradas brevemente após a infeção, vacinação ou após nova exposição ao SARS-COV-2. A resposta das células T é detetável no início da fase aguda da infeção e pode ser estimulada e detetada mesmo quando os anticorpos têm níveis baixos ou indetetáveis.

Para o CEO da Unilabs Portugal, Luís Menezes, “é fundamental que a comunidade médica possua todos os instrumentos de diagnóstico que possamos oferecer para tomar as melhores decisões em cada momento, para cada paciente. Este teste é mais uma arma para ajudarmos a comunidade médica a conhecer melhor a doença, e vamos continuar a tentar trazer testes inovadores para apoiar no combate à Pandemia”.

O Diretor Médico da Unilabs Portugal, António Maia Gonçalves acrescenta que “perceber se a população desenvolve imunidade protetora e duradoura contra a SARS-CoV-2, após infeção ou vacinação, é o grande desafio clínico com que nos deparamos atualmente. Inicialmente foi sobretudo valorizada a presença de anticorpos neutralizantes do vírus. Esses anticorpos diminuem substancialmente ao longo de menos de seis meses, levantando questões sobre quanto tempo a imunidade protetora pode durar após a infeção. Este teste células T permitirá avaliar de forma mais concreta a imunidade de cada individuo, e a par do que ocorre noutros países, perceber a prevalência destas células T na população portuguesa”.

Os testes vão poder ser realizados em qualquer unidade de colheita Unilabs através da recolha de uma única amostra de sangue, não estando sujeitos a marcação prévia. Os resultados estarão disponíveis entre 24 a 60 horas após a realização do teste.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!