Universidades do Porto e Coimbra vão reforçar ensino da língua e cultura chinesa

Acordos entre a Universidade do Porto e a China para o estabelecimento de um Instituto Confúcio no Porto e entre a Universidade de Coimbra e a Academia Chinesa de Ciências Sociais para estabelecimento de Centro de Estudos Chineses, foram ontem assinados.

0
Universidades do Porto e Coimbra vão reforçar ensino da língua e cultura chinesa
Universidades do Porto e Coimbra vão reforçar ensino da língua e cultura chinesa. Foto: TVEuropa

Estabelecer um Instituto Confúcio na Universidade do Porto e um Centro de Estudos Chineses na Universidade de Coimbra são dois dos dezassete acordos assinados durante a visita de Estado do Presidente da República Popular da China, Xi Jinping, a Portugal. Os dois acordos têm como objetivo aumentar o ensino da língua chinesa e do estudo da cultura chinesa em Portugal.

O acordo para o estabelecimento do Instituto Confúcio na Universidade do Porto foi assinado por António Sousa Pereira, Reitor da Universidade do Porto e por Cai Run, Embaixador da República Popular da China em Portugal, e o acordo para a estabelecimento de um Centro de Estudos Chineses na Universidade de Coimbra foi assinado por João Gabriel Silva, Reitor da Universidade de Coimbra e por Xie Fuzhan, Presidente da Academia Chinesa de Ciências Sociais.

Universidades do Porto e Coimbra vão reforçar ensino da língua e cultura chinesa
Universidades do Porto e Coimbra vão reforçar ensino da língua e cultura chinesa. Foto: TVEuropa

Xi Jinping referiu, na sua primeira intervenção pública, em Portugal, no Palácio de Belém, que “o intercâmbio cultural e humano tem sempre um destaque na nossa cooperação”, pelo que “vamos aprofundar a nossa cooperação em cultura e educação” e “desenvolver o papel do Instituto Confúcio e reforçar o intercâmbio e a cooperação de troca de estudantes e o ensino das línguas e a cooperação entre Universidades.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!