Vacinação contra a COVID-19 arranca em Almada

Vacinação contra a COVID-19 inicia dia 12 de fevereiro em Almada, para as pessoas enquadradas na primeira fase do Plano Nacional de Vacinação. Câmara Municipal de Almada disponibiliza transporte gratuito. A vacinação exige marcação prévia.

0
Vacinação contra a COVID-19 arranca em Almada
Vacinação contra a COVID-19 arranca em Almada. Foto: DR

Centros de Vacinação COVID-19 a operar em Almada estão instalados no Feijó e Charneca de Caparica, nesta primeira fase, com um total de 20 postos individuais de vacinação. Autarquia disponibiliza transporte gratuito para os locais de vacinação aos utentes do concelho que necessitem.

A Câmara Municipal de Almada, em colaboração com as autoridades públicas de saúde, instalou no Complexo Municipal dos Desportos – Cidade de Almada, no Feijó, e no Pavilhão Municipal da Charneca de Caparica, os dois centros de vacinação COVID-19 do concelho, que começam a funcionar dia 12 de fevereiro.

Para facilitar a deslocação das pessoas convocadas para a vacinação nos postos estipulados e como medida de apoio aos serviços de táxis do concelho, a Câmara disponibiliza transporte gratuito aos munícipes que não disponham de meios próprios para esta deslocação, nomeadamente por motivos de insuficiência económica e ausência de apoios familiares, com recurso a táxi, agendado no momento da marcação da vacina.

A montagem dos espaços pela Câmara Municipal foi feita em colaboração com o Serviço Nacional de Saúde e o Agrupamento de Centros de Saúde Almada-Seixal (ACES), tendo a autarquia disponibilizado diverso material e estruturas de apoio ao trabalho dos profissionais de saúde nestes locais, nomeadamente:

■ Estruturas para delimitação dos 20 postos individuais de vacinação;

■ 22 computadores portáteis, duas impressoras multifunções e ligação à Internet;

■ 4 frigoríficos (dois para conservação de vacinas e dois para utilização pelos profissionais de saúde) e dois micro-ondas;

■ Mais de 200 cadeiras e 30 mesas para postos de vacinação, salas de espera de utentes e espaços administrativos e de preparação de vacinas;

■ 2 televisores para as zonas de espera;

■ Sinalética e identificação dos locais de vacinação;

■ Maca e cadeira de rodas nos dois locais;

■ Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para profissionais de saúde;

■ Pessoal de apoio para orientação de utentes;

■ Refeições para os profissionais de saúde;

■ Segurança e limpeza dos espaços;

■ Duas viaturas e respetivos motoristas para transporte das vacinas e dos profissionais de saúde.

Esta fase de vacinação que agora se inicia é dirigida a pessoas com 80 ou mais anos de idade e pessoas com mais de 50 anos, com patologias associadas (insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal e doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) ou doença respiratória crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração).

A vacinação decorre através de marcação, após contacto pelo Serviço Nacional de Saúde, pelo que as pessoas não devem dirigir-se aos centros de vacinação sem marcação prévia.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!