Vacinação contra a gripe atingiu mais de 1,3 milhões com mais de 65 anos

Vacinómetro revela que a campanha de vacinação contra a gripe em grupos prioritários, na época gripal 2016/2017, levou a que mais de 1,3 milhões de portugueses com mais de 65 anos de idade tenham sido vacinados.

0
6
Partilhas
Pessoas
Pessoas. Foto: DR

Os dados do Vacinómetro revelam uma melhoria significativa na cobertura vacinal contra a gripe em relação à época de 2015/2016, em todos os grupos, tendo na atual campanha sido vacinados 67,6% contra os 63,5% dos indivíduos com 65 ou mais anos, da época anterior.

No caso dos indivíduos portadores de doenças crónicas verificou-se que na atual campanha foram vacinados 59,6%, enquanto na anterior a percentagem terá ficado nos 30,3%, no caso dos profissionais de saúde com contacto direto com doentes a percentagem foi 59,1% contra os 55,7% que se tinha verificado na anterior campanha e nos portugueses com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos verificou-se uma percentagem de 41,4% quando na época passada apenas tinha atingido 34,0%.

O Vacinómetro vai já no 8º ano consecutivo e é uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), e tem o apoio da Sanofi Pasteur.

O Vacinómetro tem vindo a permitir desde 2009 monitorizar em tempo real, a taxa de cobertura da vacinação contra a gripe em grupos prioritários recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Vacinação em percentagens

67,6%, dos indivíduos com 65 ou mais anos

59,6%, dos indivíduos portadores de doenças crónicas

59,1%, dos profissionais de saúde com contacto direto com doentes

41,4%, com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos

O Vacinómetro indica ainda que, do total do grupo inquirido, foram vacinados pela primeira vez:

7,2%, dos indivíduos pertencentes aos grupos prioritários para a vacinação

Do total do grupo de indivíduos vacinados, os motivos que levaram à vacinação foram:

56,8%, por recomendação do médico

23,1,%, por iniciativa própria para estar protegido

14,3%, no contexto de uma iniciativa laboral

11,6%, porque sabem que fazem parte do grupo de risco para a gripe

0,6%, por recomendação do farmacêutico

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz