Veículo Aéreo Autónomo de Passageiros da Boeing completa primeiro voo

A Boeing NeXt acaba de testar um protótipo de Veículo Aéreo Autónomo de Passageiros, avançado em segurança e tecnologia para mobilidade aérea urbana. O veículo é de descolagem e aterragem vertical tem alcance até 80,47 quilómetros.

0
Veículo Aéreo Autónomo de Passageiros da Boeing completa primeiro voo
Veículo Aéreo Autónomo de Passageiros da Boeing completa primeiro voo. Foto: DR

A Boeing concluiu com sucesso o primeiro voo de teste do seu protótipo de veículo aéreo autónomo de passageiros, em Manassas, na Virgínia. A Boeing NeXt, que lidera os avanços em mobilidade aérea urbana da empresa, utilizou a Aurora Flight Sciences, subsidiária da Boeing, para projetar e desenvolver uma aeronave elétrica de descolagem e aterragem vertical vai continuar a testar a segurança e a confiabilidade do transporte aéreo autónomo.

O protótipo de veículo aéreo autónomo de passageiros da Boeing completou uma descolagem controlada, pairando e pousando durante o voo, o que permitiu testar as funções autónomas e os sistemas de controlo de solo do veículo. Os futuros voos vão testar o voo direto com asas, bem como a fase de transição entre os modos vertical e de voo direto. A fase de transição é o desafio de engenharia mais significativo para qualquer aeronave a descolagem e aterragem vertical de alta velocidade.

“Num ano, evoluímos de um projeto conceptual para um protótipo voador”, referiu o diretor de tecnologia da Boeing, Greg Hyslop. “A experiência e a inovação da Boeing têm sido fundamentais no desenvolvimento da aviação como a forma de transporte mais segura e eficiente do mundo, e continuaremos a liderar com uma abordagem segura, inovadora e responsável para novas soluções de mobilidade”.

O veículo aéreo é alimentado por um sistema de propulsão elétrica, e projetado para um voo totalmente autónomo de descolagem a aterragem, e um alcance até 80,47 quilómetros. O veículo aéreo mede 9,14 metros de comprimento e 8,53 metros de largura, com uma fuselagem avançada que integra os sistemas de propulsão e de asa para obter um voo eficiente.

Para John Langford, presidente e diretor executivo da Aurora Flight Sciences “a autonomia certificável vai tornar a mobilidade aérea urbana silenciosa, limpa e segura”.

O voo de teste representa o marco mais recente para a Boeing NeXt. Esta divisão da Boeing trabalha com agências reguladoras e parceiros do setor para liderar a introdução responsável de um novo ecossistema de mobilidade e garantir que no futuro veículos aéreos autónomos e veículos pilotados possam coexistir em segurança.

Além do veículo aéreo autónomo de passageiros, o portfólio da Boeing NeXt inclui um veículo aéreo de carga totalmente elétrico não tripulado projetado para transportar até 226,80 kg e outras plataformas de mobilidade urbana, regional e global. O veículo aéreo de carga completou o primeiro voo interno em 2018 e fará a transição para testes de voo externo em espaço aberto em 2019.

“A Boeing já existia quando a indústria da aviação nasceu e, neste segundo século de existência, vamos libertar o potencial do mercado de mobilidade aérea urbana”, referiu

Steve Nordlund, vice-presidente e administrador geral da Boeing NeXt indicou que a Boeing pretende manter a liderança na construção de veículos aéreos para um futuro de mobilidade segura em cidades e regiões em todo o mundo.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!