“VELHAS” de Francisco Camacho no Theatro Circo, Braga

Theatro Circo, Braga, recebe dia 22 e 23 de novembro às 21h30, em estreia, VELHⒶS de Francisco Camacho.

0
VELHⒶS de Francisco Camacho no Theatro Circo, Braga
VELHⒶS de Francisco Camacho no Theatro Circo, Braga. Foto: © Cláudio Marques

A última criação de Francisco Camacho com um grupo de profissionais da dança data de 2012, e a partir daí o coreógrafo, com carreira internacional, investiu na criação a solo, coreografando “O Rei no Exílio – Remake”, “E pur si muove” e várias peças no seio do projecto “Viagem Sentimental”.

Após este ciclo, considera ser o momento para voltar a dirigir outros intérpretes, focando-se nas unidades de base da criação coreográfica como estar e deslocar-se. Este projeto assume para si um carácter de religação à vontade e urgência criativas, um regresso à raíz, um novo encontro com o movimento e novas possibilidades para a dança.

“VELHⒶS”, o espetáculo que estreia a 22 e 23 de novembro no Theatro Circo, em Braga, é a materialização deste regresso. E para isso reuniu um grupo de profissionais em torno dos 50 anos, desafiando os cânones da dança ocidental aprisionada na ideia de juventude, pujança e superação físicas. Ao som da música ao vivo de Sérgio Pelágio, reconfiguram sucessivamente o espaço, utilizando materiais diversos, que determinam a sua fisicalidade e o movimento.

Dar palco a uma idade habitualmente menos presente é também uma forma de reflexão sobre a história e a sua violência, que priva alguns sujeitos da sua existência plena, e apela a uma maior maturidade das comunidades.

O palco também é para velhos e velhas e espera-se que o seu furor quase anarquista contagie quem os ou as vê.

Ficha técnica

Direção Artística e Coreografia: Francisco Camacho

Interpretação e Cocriação: Ana Caetano, Bernardo Gama, Carlota Lagido, Filippo Bandiera, Sílvia Real

Música Original e Interpretação ao Vivo: Sérgio Pelágio

Cenografia e Luz: Frank Laubenheimer

Assistência à Direção: Carlota Borges Lloret

Produção Executiva: Teresa Brito, Tiago Sgarbi

Coprodução: Theatro Circo de Braga

Apoio: Dance On (Berlim), Estúdios Victor Córdon (Lisboa), Teatro Gustavo Modena (Génova)

Agradecimentos: Diego Lasio, Stefania Opisso, Giovanna Gosio

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!