Vencedores da 2ª Mostra de Jovens Empreendedores elevam inovação

Requalificação dos Subprodutos das Queijarias, reutilização de bananas e uma aplicação móvel, foram alguns dos projetos vencedores da Mostra de Jovens Empreendedores que decorreu na Alfândega do Porto.

0
Vencedores da 2ª Mostra de Jovens Empreendedores elevam inovação
Vencedores da 2ª Mostra de Jovens Empreendedores elevam inovação. Foto: © Rosa Pinto

Terminou a 2ª Mostra de Empreendedorismo, da responsabilidade da Fundação da Juventude, que decorreu na Alfândega do Porto, e onde durante três dias, cerca de 165 jovens, orientados por de 32 professores de cerca de 42 instituições de ensino, tenham sido avaliados por um painel de jurados compostos por empresários, gestores e representantes de instituições ligadas ao empreendedorismo.

Projetos vencedores na categoria ensino secundário

  • 1º Prémio: BEMBIBER, de Oliveira do Hospital
  • 2º Prémio: MathPlatform, de Lisboa
  • 3º Prémio: ROOT – Azorean wood premium skate boards, dos Açores

Rodrigo Carvalho foi o grande vencedor da 2ª Mostra de Empreendedorismo com o projeto BEMBIBER sobre a Requalificação dos Subprodutos das Queijarias. Um prémio de 1.000 euros que para o aluno da Escola EPTOLIVA, de Oliveira do Hospital.

O segundo prémio, no valor de 750 euros, foi para o projeto MathPlatform, desenvolvido pelos alunos Carmo Branco, Carolina Duque e João Azevedo, do Real Colégio de Portugal, de Lisboa. O MathPlatform é uma ferramenta de auxílio para o ensino e aprendizagem da matemática que consiste numa base perfurada que conjuga um conjunto de elementos que permita trabalhar em colaboração sem recurso a uma qualquer linguagem específica.

O ROOT – Azorean Wood Premium Skate Boards foi apresentado por dois alunos, João Melo e João Chalim, da Escola Profissional de Vila Franca do Campo, nos Açores. O projeto conquistou o terceiro lugar e um prémio de 500 euros. O ROOT consiste em tábuas de skate artesanais, feitas de criptoméria e acácia que mantêm o aspeto rústico dos veios da madeira. As tábuas incorporam a força do basalto açoriano na sua estrutura através de uma fibra especial desta rocha, que dá mais resistência à tábua para que os skaters possam mostrar toda a sua técnica com tricks arrojados.

Projetos vencedores na categoria ensino superior

  • 1º Prémio: BIO+PRODUTOS, do Brasil
  • 2º Prémio: Projeto EU+, de Almada
  • 3º Prémio: Banana Box, de Monte da Caparica

O projeto BIO+ Produtos, de autoria do jovem Tailan Silva de Melo, da Universidade Federal do Oeste da Bahia, no Brasil, foi o grande vencedor na categoria ensino superior com um prémio no valor de 1500 euros. Este projeto nasceu em 2019, com o objetivo de reutilizar bananas em estado verde que não são aproveitadas na colheita e produzir produtos alimentares sem glúten e lactose e com propriedades funcionais e nutricionais que são oferecidos à população do Município de Barreiras, na região Oeste do Estado da Bahia.

O segundo prémio, no valor de 1000 euros, foi entregue ao Projeto EU+, desenvolvido por três alunas das áreas de enfermagem e naturopatia – Ana Quinzereis, Carla Mascarenhas e Joana Afonso – do Instituto de Medicina Tradicional (Porto) e da Escola Superior de Saúde Egas Moniz (Almada). Um conceito smartwatch Eu+ para doentes crónicos e idosos.

Banana Box conquistou o terceiro lugar nesta competição e um prémio de 750 euros, um projeto de três alunos da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa – Bruno Fernandes, Rosa do Nascimento e Stefan Pereira do Ó. O Banana Box vai aproveitar os resíduos das bananas, maioritariamente formados pelas folhas e pseudocaule, para produzir caixas de distribuição de banana, promovendo assim o conceito de economia circular e de um ambiente sustentável.

Foram, também atribuídas 4 menções honrosas aos projectos:

  • EGGTEC – Cálcio é … galinha o põe de Ana Rita Fernandes Henriques, EPTOLIVA, Oliveira do Hospital
  • Palhiliqui, de Beatriz Alexandra Ribeiro Oliveira; Jianghua Xu; Luísa Valente; Ricardo André Freitas Gonçalves, da Escola de Comércio do Porto
  • CrazyMind da autoria de Clara Pinho; Filipa Alexandra Gregório Borges; Letizia Alexandra Brigido Costa, do Real Colégio de Portugal, Lisboa
  • 3D Eco de Bruno Miguel Silva Lameiras; Gonçalo Miguel Baptista Nunes; Miguel Fidalgo Guerreiro; e Pedro Antonio Ferra Moura, alunos da ATEC – Academia de Formação, Palmela

Projetos vencedores no âmbito do concurso de ideias municipal jovem empreende @porto

  • 1º Prémio: LOCK-IT, do Porto
  • 2º Prémio: Palhiliqui, do Porto

O primeiro prémio, no valor de 750 euros, foi entregue ao projeto LOCK-IT, uma aplicação móvel que disponibiliza acesso a uma rede de cacifos colocados numa fase inicial em pontos estratégicos da cidade do Porto, desenvolvido por cinco alunos da Escola Secundária Clara de Resende (Porto).

O Palhiliqui, um projeto de empreendedorismo social, desenvolvido por um grupo de alunos do curso Técnico de Apoio à Gestão, da Escola de Comércio do Porto, foi premiado com o segundo lugar e 500 euros. O Palhiliqui tem como objetivo promover o consumo regular de água, como prática de uma alimentação saudável e reduzir o uso do plástico, produzindo e comercializando palhinhas comestíveis. A palhinha será produzida e comercializada sob a forma de um biscoito cilíndrico, que contém no seu interior uma mistura solúvel que permitirá aromatizar a água com diferentes sabores.

Foram ainda entregues duas menções honrosas:

  • Cork-Tbox, o Biocompostor, um biocompostor de uso doméstico feito em cortiça (de autoria de 4 alunos da Escola Secundária Rodrigues de Freitas, Porto)
  • Fabulous Soft – da autoria de 5 alunos da Escola de Comércio do Porto

O Concurso Nacional de Jovens Empreendedores e a Mostra de Jovens Empreendedores, integram o Projeto Gera Talentos, um programa estruturante de apoio ao empreendedorismo qualificado e criativo, promovido pela Fundação da Juventude, que visa fomentar, reconhecer, distinguir e premiar a inovação, a criatividade e o talento dos jovens cientistas e empreendedores.

O Projeto Gera Talentos é uma iniciativa promovida pela Fundação da Juventude, financiada pelo Portugal 2020, no âmbito do COMPETE 2020 (Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização 2014-2020).

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!