Mulheres Inovadoras da UE 2017

Foram hoje, 8 de março, conhecidas as vencedoras ao Prémio Mulheres Inovadoras da UE 2017. O primeiro prémio foi ganho por Michela Magas pela criação de um laboratório de design de inovação.

0
5
Partilhas
Mulheres Inovadoras da UE 2017
Mulheres Inovadoras da UE 2017 © UE

No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, o Comissário europeu Carlos Moedas e o Vice-Presidente do Parlamento Europeu, Mairead McGuinness, anunciaram em Bruxelas, as quatro empreendedoras de excelência vencedoras do Prémio Mulheres Inovadoras da UE 2017.

O prémio financiado pelo Programa Horizonte 2020 tinha sido ganho em 2016 pela portuguesa Susana Sargento, que esteve presente em Bruxelas e falou sobre a sua experiência. A ideia premiada em 2016 consiste em transformar os veículos em pontos de acesso Wi-fi e cria redes móveis à escala das cidades que recolhem terabytes de dados urbanos.

Carlos Moedas, Comissário responsável pela Investigação, Ciência e Inovação referiu, citado em comunicado, que “as vencedoras da edição deste ano do Prémio Mulheres Inovadoras da UE são uma verdadeira fonte de inspiração”, e acrescentou que “as inovações que as quatro vencedoras apresentaram da fase de ideia para o mercado são notáveis do ponto de vista comercial e por beneficiarem e melhorarem a vida de muitas pessoas na Europa e em todo o mundo.”

As vencedoras do Prémio Mulheres Inovadoras da UE 2017 são:

1.º Prémio, para Michela Magas, de nacionalidade croata/britânica, fundadora do Stromatolite, um laboratório de design da inovação no Reino Unido com um estúdio na Suécia e dedicado à construção de uma nova geração de instrumentos para a incubação e criatividade tecnológica. O valor do prémio é de 100 mil euros.

2.º Prémio, para Petra Wadström da Suécia, fundadora da Solvatten, que produz um purificador portátil de água e um aquecedor para funcionar com energia solar. O valor do prémio é de 50 mil euros.

3.º Prémio, para Claudia Gärtner, da Alemanha, fundadora da microfluidic ChipShop, que disponibiliza sistemas lab-on-a-chip como soluções miniaturizadas para um melhor diagnóstico. O valor do prémio é de 30 mil euros)

Prémio Inovadoras em Ascensão, uma nova categoria introduzida este ano com uma recompensa no valor de 20 mil euros, reconhece a excelência de mulheres empreendedoras de idade igual ou inferior a 30 anos, foi atribuído a Kristina Tsvetanova, da Bulgária, Diretora Executiva e cofundadora da empresa austríaca BLITAB Technology, que produziu o primeiro tablet para utilizadores invisuais, chamada BLITAB.

As vencedoras triunfaram com as suas ideias inovadoras na criação ou desenvolvimento de empresas. Todas receberam anteriormente financiamento da UE para a investigação e a inovação.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz