Acontecimentos no Irão e Iraque preocupam a União Europeia

Recentes acontecimentos no Irão e Iraque, como o assassinato do general iraniano e a tentativa de ataque à embaixada dos EUA no Iraque preocupam a União Europeia, que apela para que cesse o ciclo de violência e seja dado espaço à diplomacia.

0
Acontecimentos no Irão e Iraque preocupam a União Europeia
Acontecimentos no Irão e Iraque preocupam a União Europeia. Ursula Von der Leyen. Foto: © UE

O assassinato do general iraniano Qassem Soleimani, por ordem do Presidente dos EUA, a tentativa de ataque à embaixada dos EUA em Bagdade, no Iraque, e as declarações dos vários líderes políticos dos países envolvidos estão a preocupar a União Europeia, que apela à contenção e ao fim de um ciclo de violência.

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, proferiu uma declaração em que refere que “após os recentes desenvolvimentos no Iraque, agora é importante encerrar o ciclo de violência, a fim de evitar que qualquer ação adicional leve a outra e que, em vez disso, seja dado espaço à diplomacia”.

Para a Europa, referiu a presidente da Comissão Europeia, “à medida que as tensões aumentam, a Europa está a conversar com todas as partes interessadas”, e para isso “o Alto Representante vai convocar os Ministros das Relações Exteriores para um Conselho Extraordinário para ativar todos os canais diplomáticos”.

“Estamos profundamente preocupados com o anúncio do Irão de que não vai respeitar o limite estabelecido pelo Plano de Ação Global Comum. Este anúncio chega num momento em que a região está a enfrentar sérias tensões. Do ponto de vista europeu, é importante que o Irão volte ao acordo nuclear. Devemos convencer o Irão de que também é do seu próprio interesse” afirmou Ursula von der Leyen.

A presidente da Comissão Europeia considera que “o Iraque teve um desenvolvimento positivo após a devastação infligida por Daesh e sua população merece ver progressos em direção à reconstrução e maior estabilidade. O Iraque merece permanecer no caminho do equilíbrio e da reconciliação”, e por isso “convidamos todas as partes a exercerem contenção”.

Para ser criada uma plataforma de coordenação da ações, que os comissários devem realizar na região, Ursula von der Leyen, indicou que vai convocar para quarta-feira de manhã, uma reunião especial do Colégio de Comissários para que estes relatem os contatos estabelecidos “com diferentes partes interessadas sobre os desenvolvimentos no Iraque” e para além desses acontecimentos.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!