Airbus disponibiliza helicópteros Tiger à Austrália para operações além de 2040

Airbus Helicopters disponibiliza à Austrália a capacidade de helicópteros Tiger para operações além de 2040. A proposta da Airbus pode gerar mais de 3 mil milhões de dólares australianos em economia ao Exército e aos contribuintes australianos.

0
Helicópteros Tiger da Airbus podem ser uma opção económica para a Austrália
Helicópteros Tiger da Airbus podem ser uma opção económica para a Austrália. Foto: ©Australian Army

A Airbus Helicopters está a oferecer à Austrália uma abordagem económica para levar a plataforma Tiger para além de 2040, em resposta ao Pedido de Informações da Commonwealth of Australia (CoA) para capacidade de reconhecimento armado do projeto LAND4503. O Pedido de Informações procura soluções para helicópteros de reconhecimento armado do exército.

A Airbus é o fabricante dos helicópteros Tiger de assento duplo introduzidos no Exército Australiano em 2004. Dezoito das 22 unidades foram montadas em Brisbane, na Austrália. Uma frota apoiada, pela Airbus, na Austrália há mais de 15 anos.

A proposta da Airbus Helicopters permite oferecer ao Exército e contribuintes australianos mais de 3 mil milhões de dólares australianos de economia em relação ao orçamento esperado para o projeto LAND4503.

“O Tiger é um helicóptero de reconhecimento armado extremamente ágil, eficaz e conectado digitalmente”, referiu Andrew Mathewson, diretor administrativo da Airbus Austrália Pacífico.

O responsável da Airbus acrescentou: “O Australian Tiger amadureceu em capacidade militar, totalmente operacional” e continua a provar ser “uma plataforma adaptável”.

O custo, por hora de voo, do tigre australiano foi reduzido em mais de 30%, e a taxa de sucesso da triagem está atualmente acima de 95%. “São essas medidas que são reconhecidas na Austrália e internacionalmente como incomparáveis ​​e colocam a Tiger numa posição convincente”.

“A Airbus orgulhosamente possui uma forte capacidade da indústria australiana, incluindo mais de 260 funcionários locais que apoiam a Tiger”, acrescentou Mathewson.

A frota de Tiger provou em ambientes diversos e extremos em todo o mundo, com 120.000 horas de voo registadas por operadores internacionais, incluindo mais de 30.000 na Austrália. O helicóptero forneceu apoio de combate em operações de insurgência no Mali, operações de segurança no Afeganistão e ataques anfíbios na Líbia, operando de maneira confiável situações extremas de calor e frio no deserto e no mar.

Globalmente a Airbus forneceu 181 tigres à Austrália, França, Alemanha e Espanha. Colocados em operação pela primeira vez pelo exército francês no Afeganistão em 2009, o Tiger continua a demonstrar seu papel essencial nos teatros de operação como um helicóptero de ataque altamente versátil, furtivo e manobrável.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!