Alojamento para estudantes do ensino superior aumenta para 15.965 camas

O alojamento para estudantes do ensino superior cresce 4% no início do ano letivo. Em setembro o total de camas é de 15.965 camas, ou seja, mais 595 camas em relação ao ano anterior, sendo mais 261 no Porto e 186 em Lisboa.

0
Alojamento para estudantes do ensino superior aumenta para 15.965 camas
Alojamento para estudantes do ensino superior aumenta para 15.965 camas. Foto: © TVEuropa

Os estudantes do ensino superior contam no início do novo ano letivo com mais 595 novas camas em todo o país. Este aumento de 4% face ao ano letivo anterior traduz-se num total de 15.965 contra as 15.370 disponibilizadas no ano letivo anterior.

O reforço no alojamento é resultado do esforço conjunto desenvolvido no âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior (PNAES) que envolve pousadas da juventude, infraestruturas militares, dioceses e misericórdias, entre outros parceiros.

Estão também em curso várias ações realizadas pelas próprias instituições de ensino superior e as autarquias, entre outros atores públicos e privados.

O aumento das novas camas têm impacto na oferta do alojamento para estudantes a preços regulados, designadamente de 19% no Porto e de 11% em Lisboa. Esta possibilidade de utilização de alojamento para estudantes do ensino superior vem permitir uma resposta imediata às necessidades de alojamento, enquanto decorrem obras de remodelação de imóveis públicos ao abrigo do Fundo Nacional de Reabilitação do Edificado, assim como outras iniciativas em curso pelas próprias instituições de ensino superior e pelas autarquias.

Oferta de novas camas já disponíveis no início de setembro 2019
(Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior, PNAES)

Dados do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) indicam que nos últimos 4 anos aumentou em mais de 1.400 o número de novas camas disponíveis, a preços regulados, permitindo inverter a tendência verificada até 2015.

Oferta total de camas a preços regulados
(*Valores de 2019 disponíveis no início de setembro 2019, a atualizar)

O MCTES indicou que, no âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior (PNAES), foram iniciados vários processos de obras de remodelação de imóveis públicos, estando desde já previsto serem iniciadas, ainda em 2019, várias obras que permitirão disponibilizar mais 3200 camas. Adicionalmente, em 2020, estão já previstas iniciarem-se outras obras orientadas para disponibilizar mais 4700 camas.

Planeamento em curso de obras a iniciar até final de 2019 e de 2020 orientadas para disponibilizar camas para estudantes do ensino superior
(Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior, PNAES; a 29 agosto 2019)

No contexto das obras em curso e a iniciar até ao final de 2020, está previsto que em 2020 já estejam disponíveis mais 2500 camas, enquanto em 2021 estarão disponíveis mais 2700 camas, indicou o MCTES . Estes dados evoluirão de acordo com a execução do PNAES, que está a ser orientado para vir a permitir, nos próximos 4 anos, aumentar em 12 mil a oferta do número de camas em todo o país.

O PNAES prevê duplicar na próxima década a atual oferta de alojamentos para estudantes do ensino superior a preços regulados, aumentando a oferta para 30 mil camas até 2030. O plano traduz-se num processo dinâmico e evolutivo, envolvendo ativamente as instituições de ensino superior e as autarquias, para além de outras entidades, incluindo pousadas da juventude, infraestruturas militares, dioceses e misericórdias.

Planeamento em curso de obras previstas concluir até final de 2020 e de 2021 orientadas para disponibilizar camas para estudantes do ensino superior

(Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior, PNAES; a 29 agosto 2019)

Oferta total de camas a preços regulados, por concelho

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!