AstraZeneca retoma ensaios clínicos da vacina COVID-19 no Reino Unido

Ensaios clínicos de fase 3 da vacina AstraZeneca Oxford são retomados no Reino Unido. A biofarmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford não divulgaram informações médicas sobre a participante do ensaio que teve uma reação adversa com origem desconhecida.

0
AstraZeneca retoma ensaios clínicos da vacina COVID-19 no Reino Unido
AstraZeneca retoma ensaios clínicos da vacina COVID-19 no Reino Unido

Os ensaios clínicos para a vacina de coronavírus AstraZeneca Oxford foram retomados no Reino Unido após a Autoridade Reguladora de Saúde de Medicamentos (MHRA, sigla em inglês) ter confirmado a segurança dos mesmos.

Em 6 de setembro, os ensaios pararam devido a uma participante no ensaio ter tido uma reação adversa com origem desconhecida. A paragem permitiu a revisão dos dados de segurança por comités independentes e reguladores internacionais. O comité do Reino Unido já concluiu as investigações e recomendou à MHRA que os ensaios no Reino Unido podem ser retomados com segurança.

A AstraZeneca e a Universidade de Oxford, como patrocinadora do estudo, indicaram que não podem divulgar mais informações médicas. Todos os investigadores e participantes do estudo serão atualizados com as informações relevantes e isso será divulgado em registos clínicos globais, de acordo com o estudo clínico e padrões regulatórios.

A AstraZeneca referiu que está comprometida com a segurança dos participantes do estudo e os mais altos padrões de conduta em estudos clínicos. Indica ainda que a empresa continuará a trabalhar com as autoridades de saúde em todo o mundo para que outros ensaios clínicos possam ser retomados para poder fornecer a vacina de forma ampla, equitativa e sem lucro durante esta pandemia.

Vacina AstraZeneca Oxford

A vacina de coronavírus AstraZeneca Oxford, AZD1222, foi coinventado pela Universidade de Oxford e sua empresa spin-out, Vaccitech. A vacina usa um vetor viral deficiente de chimpanzé para replicação baseado numa versão enfraquecida de um vírus da gripe comum (adenovírus) que causa infeções em chimpanzés e contém o material genético da proteína spike do vírus SARS-CoV-2. Após a vacinação, a proteína spike superficial é produzida, preparando o sistema imunológico para atacar o vírus SARS-CoV-2 se ele infetar o corpo posteriormente.

AstraZeneca

A AstraZeneca é uma empresa biofarmacêutica global com foco na descoberta, desenvolvimento e comercialização de medicamentos prescritos, principalmente para o tratamento de doenças em três áreas terapêuticas – Oncologia, Cardiovascular, Renal e Metabolismo, e Respiratório & Imunologia. Com sede em Cambridge, Reino Unido, a AstraZeneca opera em mais de 100 países e os seus medicamentos inovadores são usados ​​por milhões de pacientes em todo o mundo.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!