Atenas vence prémio “Capital Europeia da Inovação 2018”

Atenas é a “Capital Europeia da Inovação 2018”, uma designação devido à importância que a cidade dá à inovação. O prémio, no valor de um milhão de euros, foi entregue pelo Comissário Europeu Carlos Moedas na Web Summit, em Lisboa.

0
Atenas vence prémio “Capital Europeia da Inovação 2018”
Atenas vence prémio “Capital Europeia da Inovação 2018”. Foto: TVEuropa

A capital da Grécia, Atenas, é a “Capital Europeia da Inovação 2018”. Um prémio atribuído pela Comissão Europeia, no valor de um milhão de euros, financiado pelo programa de investigação e inovação da União Europeia, Horizonte 2020. Uma distinção que foi hoje conhecida durante a Conferência “Web Summit” que decorre em Lisboa.

Carlos Moedas, Comissário Europeu para Investigação, Ciência e Inovação, fez o anúncio da cidade vencedora a partir do palco da “Web Summit”, e indicou também que as cidades de Aarhus, na Dinamarca, Hamburgo, na Alemanha, Lovaina, na Bélgica, Toulouse, na França e Umeå, na Suécia, ficaram em segundo lugar, com um prémio no valor de 100 mil euros cada. Um valor a ser pelas cidades para “dinamizar as atividades locais no domínio da inovação e colaborar com outras cidades.”

“As cidades são faróis de inovação. Funcionam como ímanes para o talento, o capital e as oportunidades. Com o prémio atribuído à Capital Europeia da Inovação, recompensamos as cidades que fazem um esforço suplementar para se transformarem de forma a testarem novas ideias e tecnologias e fazerem com que os seus cidadãos possam ser ouvidos”, referiu Carlos Moedas.

O Comissário Europeu referiu ainda que “Atenas destaca-se como o exemplo do que uma cidade que enfrenta muitos desafios e pode alcançar grandes resultados. Graças à inovação, Atenas encontrou novos objetivos, que lhe permitiram inverter a crise económica e social. O exemplo da Grécia demonstra que o que importa não são as dificuldades, mas sim a forma como as superamos.”

A decisão da escolha de Atenas deveu-se, indicou a Comissão Europeia, devido a cidade atribuir “grande importância à inovação e à forma como esta pode ajudar as comunidades locais a mudarem e a abrirem-se ao mundo.”

De entre várias inovações promovidas por Atenas, encontram-se os projetos seguintes:

Projeto POLIS², que tem por objetivo revitalizar edifícios abandonados através da concessão de pequenas subvenções aos residentes, às pequenas empresas, às comunidades criativas e a outros grupos da sociedade civil e assim dar nova vida a todos os bairros de Atenas.

Renovação do mercado público de Kypseli, um edifício histórico com 90 anos, levada a cabo com o apoio ativo dos cidadãos de Atenas, que tem por objetivo criar um novo mercado de empreendedorismo social que acolha exposições, seminários, espetáculos de teatro e outras iniciativas.

Fazer do complexo Serafio, um parque infantil comunitário popular, um espaço que possa acolher toda uma série de iniciativas tais como a “Athens digital lab”, a “Open schools” ou a “Athens culture net”, e um espaço para eventos inovador, na sequência de uma decisão conjunta do município e da comunidade local.

A iniciativa “Curing the limbo”, que dá aos refugiados e migrantes a possibilidade de estabelecerem contactos com outros residentes a fim de aprenderem a língua, desenvolverem novas competências, encontrarem oportunidades de emprego e empenharem-se numa cidadania ativa.

Conselho digital, no âmbito do qual a cidade reuniu empresas e instituições de ensino a fim de oferecer ações de formação em literacia digital e tecnologia cívica, bem como promover inovações sustentáveis, como os ecopontos inteligentes.

Campanha “This is Athens” no âmbito da qual a cidade convidou voluntários a falarem sobre o presente e o passado de Atenas a parte do número recorde de 5 milhões de turistas que visitaram Atenas em 2017.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!