Atividade turística rendeu 2,7 mil milhões de euros até setembro

Dados do INE, divulgados hoje, indicam que a atividade turística de setembro cresceu para os 2,2 milhões de hóspedes, 6,7 milhões de dormidas e um rendimento de 406 milhões de euros. Durante os nove primeiros meses do ano os rendimentos foram de 2,7 mil milhões de euros.

0
1
Partilhas
Turismo
Turismo. Foto: Rosa pinto

Nos primeiros nove meses de 2017 os proveitos da atividade turística foram de 2,7 mil milhões de euros, o que representa um crescimento de 16,1% face ao período homólogo de 2016, e de 35% em relação a 2015.

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados hoje indicam que no mês de setembro, foram registados em Portugal, 2,2 milhões de hóspedes, o que se traduziu num aumento de 7,9%, verificaram-se 6,2 milhões de dormidas, um aumento de 5,1% e 406 milhões de euros de proveitos, ou seja mais 16%.

Os dados acumulados da atividade turística de 2017 até setembro foram de 16,2 milhões de hóspedes, 46,2 milhões de dormidas e 2,7 mil milhões de proveitos, valores que representam crescimentos de 8,6% nos hóspedes, 7,2% nas dormidas e 16,1% nos proveitos.

Todas as regiões do país registaram aumentos na atividade turística, com especial destaque para o Centro com mais 16,2%, os Açores com mais 12,7% e o Alentejo com mais 11,6%.

Para Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo, os números alcançados “demonstram que o trabalho feito por todos no terreno em alargar a atividade turística a todo o território está a dar frutos”.

A responsável do Governo acrescentou, citada em comunicado da Secretária de Estado do Turismo, que “para que o crescimento do turismo seja sustentável é fundamental alargar a atividade durante todo o ano, estruturando oferta turística e criando atratividade, o que está a acontecer. Estamos a conseguir alargar a atividade ao longo do ano e do território”.

De acordo a Secretária de Estado do Turismo, e com base em dados do INE, os mercados emissores com crescimentos mais significativos durante o mês de setembro foram os Estados Unidos da América (EUA) com mais 29,9%, seguido da Itália com mais 23,4% e da Polónia com mais 23,3%.

Em valores acumulados ao longo do ano de 2017 verifica-se que o Brasil está a crescer a 45%, seguindo-se os EUA com uma subida acumulada de 31,4% e a Polónia com 25,7%.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz