Autocarro urbano do futuro já percorre as ruas

Autocarro Mercedes-Benz Future Bus com a tecnologia CityPilot define um conceito inovador de transporte urbano do futuro. A Daimler já colocou na rua o modelo que promete condução autónoma e mais segurança.

0
2
Partilhas
Mercedes-Benz Future Bus
Mercedes-Benz Future Bus. Foto: © Daimler

Megacidades, engarrafamentos de trânsito e problemas ambientais, são temas que estão na ordem do dia em todos os continentes. A necessidade de milhões de pessoas se deslocarem entre a habitação e o local de trabalho, a escola, a zonas de comércio ou a zonas de lazer, só podem ser satisfeitas com recurso a transportes públicos.

O construtor Daimler possui um gama de autocarros convencionais que constitui um sistema de transporte completo para ambientes urbanos, mas agora está projetar e a desenvolver o transporte público urbano do futuro.

O mais recente modelo de autocarro do futuro já foi apresentado e integra a plataforma tecnológica CityPilot. O autocarro é dotado de câmaras de vídeo, radar e sistema de conetividade de dados, e “oferece mais segurança, eficiência e conforto que os autocarros convencionais”, indica a Daimler.

O autocarro Mercedes-Benz Future Bus com a tecnologia CityPilot define um novo ponto de avanço no caminho para a condução autónoma e livre de acidentes e representa um conceito muito específico de autocarro de cidade do futuro.

O novo conceito de autocarro é mais atrativo como meio de transporte, principalmente para os passageiros, mas também para os condutores e operadores de transportes públicos. Todos estes três grupos beneficiam de um design revolucionário e de tecnologia pioneira.

A tecnologia CityPilot no Mercedes-Benz Future Bus é baseada no camião de condução autónoma, Mercedes-Benz Actros, mas incorpora novos desenvolvimentos com numerosas funções adicionais específicas para um autocarro urbano.

A plataforma CityPilot é capaz de reconhecer, comunicar e negociar com sinais de tráfego em cruzamentos que sejam controlados por esses sinais. Reconhece obstáculos, especialmente peões na estrada, e ativa os travões de forma autónoma. Nas paragens de saída e entrada de passageiros o autocarro, de forma autónoma, pára e abre e fecha as portas. E possui condução autónoma mesmo em túneis.

Durante toda a viagem o motorista não precisa de acionar o acelerador ou o travão, basta assumir o volante de acordo com as regras de trânsito em situações especiais. No entanto, o motorista pode a qualquer momento assumir o controlo do autocarro.

Doze câmaras de vídeo varrem a estrada e as bermas, enquanto os sistemas de radar de curto e longo alcance monitorizam constantemente a estrada à frente do veículo. Um sistema de GPS dá em permanência o geoposionamento. Um sistema de integração de dados cria uma imagem extremamente precisa de todo o ambiente permitindo que o autocarro se mantenha dentro de um espaço com precisão aos centímetros.

A estreia mundial do CityPilot já decorreu tendo o autocarro percorrido uma exigente estrada com quase 20 quilómetros, com uma série de curvas apertadas, túneis, numerosas paragens de autocarro, cruzamentos com sinais de tráfego e envolveu altas velocidades para um autocarro de cidade.

O Mercedes-Benz Future Bus é um autocarro semi-automatizado que melhora a segurança, uma vez que alivia a carga de trabalho do motorista e nada permanece escondido das câmaras e sistemas de radar. Além disso, ao ser preditivo, leva a uma condução mais suave, melhora a eficiência e reduz o consumo de combustível e as emissões.

Com cerca de 12 metros de comprimento o Mercedes-Benz Future Bus é baseado no modelo Citaro, mas completamente reformulado em termos de design de interior e exterior. As linhas harmoniosas e contornos assimétricos assumem a arquitetura da cidade.

O design do interior apresenta um plano aberto que permite uma visão ampla de praças e parques. O habitáculo está dividido em três zonas para diferentes durações de viagem.

Assentos de grife são dispostos ao longo das zonas laterais. Barras de apoio inovadoras ramificam-se como árvores em direção ao teto em dois tons. A iluminação de teto assemelha-se a folhas. Os operadores dos transportes podem transmitir informações e entretenimento para os grandes monitores instalados no interior do habitáculo. A cabina do motorista faz parte integrante do espaço interior. O motorista recebe informação num grande e inovador monitor.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz