Automóveis autónomos da BMW nas estradas a partir de julho de 2017

BMW, Intel e Mobileye vão colocar 40 veículos autónomos em testes nas estradas, no segundo semestre de 2017. As empresas revelaram que o modelo de parceria inclui uma arquitetura escalável que pode ser usada por outros fabricantes de veículos.

0
1
Partilhas
Automóvel autónomo da BMW em testes
Automóvel autónomo da BMW em testes. Foto: © BMW

Grupo BMW, Intel e a Mobileye anunciaram, no início do ano, que uma frota de aproximadamente 40 veículos BMW autónomos irá estar nas estradas no segundo semestre de 2017. Estes veículos vão demonstrar os avanços já conseguidos pelas três empresas para uma condução totalmente autónoma.

A BMW esclareceu que o BMW Série 7 vai utilizar tecnologias avançadas da Intel e da Mobileye durante os testes, que vão começar nos EUA e na Europa. As três empresas, depois da parceria que estabeleceram em julho de 2015, desenvolveram uma arquitetura escalável que pode ser adotada por outros fabricantes de automóveis em projetos de última geração e criar marcas diferenciadas, indicou a BMW em comunicado.

“Fazer da condução autónoma uma realidade para os nossos clientes é a ambição partilhada que está na base da nossa cooperação com a Intel e a Mobileye”, referiu Klaus Fröhlich da Administração da BMW AG para o Desenvolvimento, citado em comunicado da empresa.

Para Klaus Fröhlich a parceria estabelecida “tem todas as competências e recursos necessários para superar os enormes desafios tecnológicos que se avizinham, e comercializar veículos de condução autónoma”.

Em 2017 vão ser testados veículos autónomos dotados de tecnologias das três empresas em condições reais de trânsito real. “O BMW iNEXT vai ser o primeiro veículo totalmente autónomo do grupo BMW a ser introduzido em 2021″, anunciou Klaus Fröhlich.

Do ponto de vista da indústria estão a ser partilhados custos de desenvolvimento e a reunir recursos para desenvolver uma plataforma completa e autónoma, referiu Brian Krzanich, CEO da Intel. O sistema ‘carro’ irá funcionar “com um comportamento consistente e previsível e será validado ao mais alto nível de segurança “, garantiu o responsável da Intel.

Amnon Shashua, presidente da Mobileye, referiu que nos últimos seis meses foram feitos “grandes progressos na conceção de uma solução de última geração para a condução autónoma em estradas e em vias urbanas”, e explicou que a solução é escalável para permitir que fabricantes de automóveis a usem de acordo com as suas necessidades individuais.

Na parceria que envolve as três empresas, o grupo BMW é responsável pelo controlo e dinâmica da condução, avaliação da segurança funcional geral, criação de um motor de simulação de alto desempenho, integração de componentes e produção de protótipos.

A Intel é responsável por elementos inovadores de computação de alto desempenho que vão desde a sua integração no veículo até ao data center. A solução Intel GO, para condução autónoma, oferece processadores de desempenho eficiente e potência, ao mesmo tempo em que obedece aos rígidos requisitos térmicos e de segurança da indústria automóvel.

A Mobileye contribui com sistemas de sensores e com o processador EyeQ 5 que é responsável pelo processamento e interpretação dos dados dos sensores de visão de 360 ​​graus e pela localização. O EyeQ 5, em combinação com as tecnologias Intel, formam a Plataforma Central de Computação que é integrada nos veículos autónomos.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz