Avião ucraniano cai em Teerão e não há sobreviventes

Boeing 737 da Ukraine International Airlines cai logo a seguir de ter descolado do aeroporto internacional Imam Khomeini em Teerão. O acidente provoca a morte de todos os 176 passageiros. Ucrânia vai enviar especialistas de apoio para Teerão.

0
Avião ucraniano cai em Teerão e não há sobreviventes
Avião ucraniano cai em Teerão e não há sobreviventes. Foto: CC/Wikipedia

Um avião da companhia Ukraine International Airlines caiu, esta manhã, pouco tempo depois de ter levantado voo do aeroporto internacional Imam Khomeini, em Teerão, no Irão, com destino a Kiev na Ucrânia, tendo morrido todos os 176 ocupantes.

Os ocupantes do Boeing 737 incluíam 82 iranianos, 63 canadianos, 11 ucranianos (9 tripulantes e 2 passageiros), 10 suecos, 4 afegãos, 3 alemães e 3 britânicos, indicou o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Vadym Prystaiko.

A Boeing em comunicado referiu: “Este é um evento trágico e os nossos pensamentos sinceros estão com a tripulação, os passageiros e as suas famílias”, e acrescentou: “Estamos em contato com os nossos clientes das companhias aéreas e para os apoiar neste momento difícil. Estamos prontos para os ajudar”.

A Ucrânia vai enviar técnicos e equipas especializadas de busca e salvamento para Teerão para investigação, identificação e repatriação dos corpos de ucranianos mortos no acidente do voo PS 752 da Ukraine International Airlines declarou o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy.

Entre os técnicos e especialistas a caminho de Teerão estão “representantes do Serviço de Emergência do Estado, do Ministério da Defesa, do Ministério das Relações Exteriores, do Ministério da Administração Interna, do Serviço de Segurança da Ucrânia, do Conselho Nacional de Segurança e Defesa, do Serviço Nacional de Aviação, do Serviço Estadual de Aviação, do Departamento Nacional de Acidentes Aéreos Investigação da Ucrânia e da Ucrânia International Airlines. Todos vão estar envolvidos na investigação, identificação e repatriação dos corpos dos ucranianos mortos no acidente de avião”, referiu Volodymyr Zelenskyy.

O Chefe de Estado ucraniano referiu ainda que estão a ser realizadas “consultas com parceiros estrangeiros da Ucrânia para determinar as causas da tragédia”, e acrescentou: “É nossa prioridade encontrar a verdade e os responsáveis ​​por esta terrível catástrofe”.

Volodymyr Zelenskyy esclareceu que “aviões especiais para transporte dos corpos já estão a ser preparados para partir para Teerão”, e aguardam apenas a concordância do Governo iraniano.

O presidente ucraniano já incumbiu o Procurador-Geral da Ucrânia de iniciar um processo criminal referente ao acidente”, e indicou ainda que deve ser formada “uma comissão de investigação formada por representantes das agências de segurança e agências responsáveis ​​pela aviação civil”, pois têm de ser verificadas todas as hipóteses possíveis, “independentemente das conclusões sobre as causas da catástrofe” que ocorreu no Irão, “ a aeronavegabilidade de toda a frota civil vai ser testada”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!