Boeing 777X já assume forma para primeiro voo em 2019

Primeiro avião Boeing 777X já assume forma com as primeiras sessões de fuselagem já reunidas. O novo avião deverá fazer o primeiro voo de testes em 2019. A Boeing planeia fazer a primeira entrega de um 777X em 2020.

0
Boeing 777X já assume forma para primeiro voo em 2019
Boeing 777X já assume forma para primeiro voo em 2019. Foto: Boeing

A produção do novo avião Boeing 777X marcou o momento com “junção final da fuselagem”. As equipas da Boeing conectaram o nariz do avião, as seções do meio e traseira do avião, na fábrica da empresa em Everett, Washington. O avião mede agora 77 metros de comprimento e torna-se no avião de passageiros mais longo produzido pela Boeing.

“O 777X é um novo avião e um novo sistema de produção”, referiu Josh Binder, vice-presidente e gestor geral do 777X. “Com o 777X, o sistema de produção foi integrado mais cedo do que em qualquer outro avião, e a equipa está a fazer um ótimo trabalho ao atingir as metas estipuladas.”

O Boeing 777X baseia-se no 777 e no 787 Dreamliner, aviões líderes do mercado. O novo avião bimotor vai oferecer às companhias aéreas mais capacidade e mais eficiência. O avião vai proporcionar um consumo de combustível 12% inferior e custos operacionais 10% menores do que os aviões concorrentes.

O 777X alcança um desempenho sem precedentes devido à introdução das mais recentes tecnologias, como o motor comercial mais económico de todos os tempos, o GE9X, e um design de asa totalmente novo de quarta geração que proporciona sustentação e eficiência. Com a extensão de um conjunto de pontas das asas dobráveis ​​e inclinadas, a asa do avião mede 72 metros.

Com a adição de wingtips dobráveis, a envergadura das asas do 777X foi aumentada para melhorar a eficiência aerodinâmica da asa, reduzindo o impulso do motor e a necessidade de combustível. Além disso, as wingtips dobráveis ​​permitem que o 777X mantenha a compatibilidade do aeroporto com os aviões 777 existentes, agregando valor para os clientes.

O primeiro 777X a ser introduzido é o modelo 777-9, que pode acomodar entre 400 a 425 passageiros numa configuração padrão e oferecer um alcance de 7.600 milhas náuticas, pu seja, de 14.075 km.

A Boeing está construindo o interior preferido dos passageiros do atual 777 e com as inovações do 787 para criar uma experiência de viagem muito superior. Os passageiros vão poder desfrutar de maiores janelas e localizadas na parte superior da fuselagem, e de uma cabine mais ampla, com nova iluminação e arquitetura melhorada.

O primeiro voo do 777X está previsto para 2019 e a primeira entrega do boeing 777X está prevista para 2020. Boeing indicou que atualmente já recebeu 340 pedidos e compromissos para o 777X de várias companhias aéreas, incluindo a All Nippon Airways, a Cathay Pacific, a Emirates, a Etihad Airways, a Qatar Airways, a Lufthansa e a Singapore Airlines.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!