Bolsa de Investigação em Doença Vascular Cerebral

Está aberto, pela SPAVC, concurso para atribuição de bolsa de investigação em doença vascular cerebral. As candidaturas à bolsa estão abertas até 10 de janeiro de 2017.

0
3
Partilhas
Bolsa de Investigação em Doença Vascular Cerebral
Bolsa de Investigação em Doença Vascular Cerebral. Foto: Rosa Pinto

A Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC) abriu concurso para atribuição de bolsa de investigação em doença vascular cerebral no montante de 5.000 euros.

A bolsa instituída pela SPAVC tem periodicidade anual e “destina-se fundamentalmente a financiar parcial ou totalmente o melhor projeto de investigação científica na área da doença vascular cerebral”, indicou José Castro Lopes, presidente da SPAVC.

Os interessados podem candidatar-se à bolsa da SPAVC, por email, até 10 de janeiro de 2017. Apenas serão admitidos projetos de trabalhos científicos a serem realizados, pelo menos parcialmente, em instituições portuguesas.

A bolsa a atribuir pela SPAVC insere-se na missão desta sociedade e está de acordo com os estatutos, dado que, refere José Castro Lopes, “a SPAVC tem um objetivo de cariz social, concretamente traduzido na prevenção e redução da mortalidade, morbilidade e incapacidade devidas ao Acidente Vascular Cerebral, e na promoção do estudo, investigação e educação sobre esta doença, mediante a criação de planos de ação e de apoio, identificando os níveis de intervenção mais efetivos, assim contribuindo para a melhoria da saúde em Portugal”.

Na avaliação das candidaturas à bolsa, José Castro Lopes refere que “o júri terá em conta o interesse da candidatura, bem como o mérito científico dos candidatos e instituições participantes, de acordo com uma grelha de avaliação com critérios bem definidos pela SPAVC”.

José Castro Lopes espera diversos projetos candidatos à bolsa, dado que, refere, “estamos a tratar da primeira causa de morte e invalidez de Portugal, pelo que toda a investigação e trabalhos científicos são bem-vindos”, e destacou ainda o papel da valorização científica na internacionalização dos trabalhos nacionais.

A bolsa no valor de 5 mil euros será entregue ao autor do projeto selecionado no 11º congresso Português do AVC, a ter lugar nos primeiros dias de fevereiro de 2017. No mesmo congresso vão ainda ser atribuídos três prémios para as três melhores apresentações orais, com um 1º prémio no valor de 1.500 euros, um 2º prémio no valor de 1.000 euros.

No 11º congresso vai ainda ser entregue uma Menção Honrosa correspondente à inscrição no 12º Congresso Português do AVC, um prémio para a melhor apresentação oral em caso clínico no valor de 1000 euros, três prémios para as três melhores apresentações em cartaz, com um 1º prémio para o ESOC 2017 (viagem, alojamento e ingresso) um 2º prémio no valor de 500 euros e uma menção honrosa correspondente à inscrição no Congresso Português do AVC do ano seguinte.

A SPAVC vai também inovar no 11º congresso e vai atribuir um prémio denominado SPAVC 2017, que se destina a premiar o melhor trabalho sobre AVC da autoria de enfermeiros ou técnicos da área do AVC, no valor de 1000 euros.

O prémio a enfermeiros ou a técnicos da área do AVC pretende “reconhecer o interesse que estas classes profissionais têm no combate ao AVC e o dinamismo que demonstram ao participar nas organizações que vamos fazendo ao longo do ano”, esclareceu presidente da SPAVC.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz