Cabo elétrico vai ligar redes de Portugal e Marrocos

Roteiro para comércio de eletricidade entre quatro países da UE e Marrocos prevê uma interligação com Portugal através da instalação de cabo pelo Atlântico. O Governo português já deu luz verde ao projeto. O roteiro foi assinado na COP22.

0
1
Partilhas
Cabo elétrico liga redes de Portugal e Marrocos
Cabo elétrico liga redes de Portugal e Marrocos. Foto: © DR

Alemanha, França, Espanha e Portugal assinaram com Marrocos, na COP22, um roteiro para o comércio de eletricidade sustentável. O roteiro tem como objetivo identificar as barreiras ao comércio de eletricidade renovável entre os cinco países e sugerir formas para superar as barreiras existentes. Uma iniciativa que é apoiada pela Comissão Europeia.

Miguel Arias Cañete, Comissário Europeu responsável pela Ação Climática e Energia, presente na assinatura do roteiro referiu: “Tenho orgulho em presenciar a assinatura de um acordo para criar um caminho que promove a integração dos nossos sistemas de energia elétrica”. Uma eletricidade mais renovável.

O Comissário acrescentou que “o crescimento das energias renováveis” coloca o desafio da sua interligação, dado que a produção varia com o tempo e é necessário garantir o seu financiamento, “e isto pode ser conseguido ligando os sistemas de eletricidade através das fronteiras e entre ambos os lados do Mar Mediterrâneo”.

O roteiro considera que a rede elétrica marroquina e da União Europeia está já interligada parcialmente através de Espanha, já possuem normas técnicas comuns e estão sincronizadas. Mas a interligação entre Marrocos e a Península Ibérica deverá ser reforçada através de uma nova interligação com Portugal.

Dado que o mercado interno europeu de energia, e a infraestrutura física necessária já se encontra praticamente concluída, bem com já estão suprimidas as principais barreiras técnicas ao comércio, agora é a vez de serem abordadas as questões ligadas com a energia solar ou renovável.

Os cinco países concordam em fornecer os requisitos para se desenvolver um comércio de eletricidade renovável entre Marrocos e o mercado interno europeu de energia. Assim, os países europeus vão analisar e planear a integração gradual dos mercados de energia para permitir um comércio mutuamente benéfico de energia renovável.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz