Cinco pessoas a bordo no navio Alan Kurdi podem vir para Portugal

Governo indicou que já manifestou a disponibilidade para acolher, em Portugal, 5 das 40 pessoas que se encontram a bordo no navio humanitário Alan Kurdi, da ONG “Sea-Eye”, ao largo de Malta.

0
Cinco pessoas a bordo no navio Alan Kurdi podem vir para Portugal
Cinco pessoas a bordo no navio Alan Kurdi podem vir para Portugal. Foto: DR

Portugal manifestou disponibilidade para acolher 5 das 40 pessoas que se encontram a bordo no navio humanitário Alan Kurdi, ao largo de Malta, indica comunicado conjunto do Ministério da Administração Interna e do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Os migrantes foram resgatados ao largo da costa Líbia, pelo navio Alan Kurdi, ao serviço da Organização Não-Governamental “Sea-Eye”. O navio com os migrantes a bordo não foi autorizado a entrar em águas de Itália, e encontra-se já alguns dias ao largo de Malta.

Em conjunto com Portugal, também a França, Alemanha e Luxemburgo já manifestaram “a disponibilidade para receber o grupo de pessoas, num gesto de solidariedade humanitária e de desejo comum de fornecer soluções europeias para a questão da migração e das tragédias humanas que se verificam no Mediterrâneo”.

O Governo indica que “Portugal tem participado ativamente em todos os processos de acolhimento. Foi o que aconteceu com os resgates dos navios Lifeline, Aquarius I, Diciotti, Aquarius II, Sea Watch III, Alan Kurdi e outras pequenas embarcações, tendo já chegado ao nosso país 129 pessoas, durante 2018 e já este ano”.

No comunicado é indicado que “não obstante esta disponibilidade solidária sempre manifestada, o Governo português continua a defender uma solução europeia integrada, estável e permanente para responder ao desafio migratório”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!