Concurso de concessão do Palacete dos Condes em São João da Madeira – REVIVE

No âmbito do programa REVIVE está aberto concurso, até 9 de março de 2020, para a concessão, para fins turísticos, do Palacete dos Condes, em São João da Madeira. A Concessão deve dar origem a um hotel de 4 ou mais estrelas.

0
Concurso de concessão do Palacete dos Condes em São João da Madeira
Concurso de concessão do Palacete dos Condes em São João da Madeira. Foto: DR

Está aberto até 9 de março de 2020 o concurso, no âmbito do Programa REVIVE, para a concessão do Palacete do Conde Dias Garcia, conhecido por Palacete dos Condes, em São João da Madeira, Aveiro.

O imóvel, com 5.237 m2 de área bruta total de construção é para ser concessionado por 50 anos para fins turísticos, nomeadamente para estabelecimento hoteleiro de 4 estrelas ou superior, com a possibilidade de instalação de cerca de 70 quartos. O caderno de encargos do concurso fixa como valor mínimo de renda anual 18.264 euros.

O Palacete dos Condes, na Rua Conde Dias Garcia, em São João da Madeira, foi construído no final do século XIX e início do século XX. Trata-se de um palacete com uma arquitetura do “estilo abrasileirado” ou também designada “arquitetura dos brasileiros” que representava como símbolo da afirmação, o prestígio pessoal e a riqueza do proprietário, António Dias Garcia, natural de São João da Madeira, que fez fortuna no Brasil. Após a morte de António Dias Garcia, nos anos 40 do século passado, o imóvel funcionou como Instituto de Línguas, Centro de Formação da Indústria do Calçado, Liceu e Tribunal.

O imóvel agora colocado em concurso é um dos 16 abrangidos pela segunda fase do Programa REVIVE, que acrescem aos 33 imóveis da primeira fase do REVIVE, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças, com a colaboração das autarquias locais. É o 20.º imóvel a ter concurso aberto para a concessão da sua exploração.

Foram já adjudicadas 11 destas concessões, representando mais de 2 milhões de euros em rendas anuais e mais de 100 milhões de euros em investimento privado na recuperação de património público.

Atualmente, está ainda aberto o prazo para apresentação de propostas do concurso para a concessão do Mosteiro de Lorvão, em Penacova, prevendo-se para breve o lançamento do concurso para concessão do Forte da Barra de Aveiro, em Ílhavo.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!