Consumo de frutas e legumes aumenta em casa dos mais idosos

Estudo da Nielsen conclui que as cestas com menor peso de frutas e legumes correspondem a lares com um perfil jovem e com crianças, em comparação com as dos lares de idosos. Em geral verifica-se que 74% dos portugueses procuram uma alimentação mais saudável.

0
Consumo de frutas e legumes aumenta em casa dos mais idosos
Consumo de frutas e legumes aumenta em casa dos mais idosos. Andreia Carvalho, Analytics Consultant CPS da Nielsen. Foto: DR

Os portugueses estão a demonstrar cada vez maior preocupação por uma alimentação saudável, conclui estudo ShopperTrends, da Nielsen. O estudo indica que 74% procura ter uma alimentação mais saudável, sendo que para isso o consumo de frutas, vegetais e leguminosas ocupa o 2º lugar nas medidas adotadas.

O consumo de frutas e legumes tem vindo a aumentar ao longo dos anos em Portugal, uma tendência que se verifica também ao nível dos lares. Verificam-se crescimentos significativos em frutas como a banana e nos legumes as cebolas e as cenouras. Também os produtos de 4ª e 5ª Gama, ou seja, legumes, vegetais e saladas embalados, lavados e prontos a consumir, apresentam um excelente dinamismo, bem como os frutos secos.

Andreia Carvalho, Analytics Consultant CPS da Nielsen, referiu: “A percentagem de portugueses que procuram ter uma alimentação mais saudável aumenta de ano para ano, assim como a introdução de frutas e legumes nos seus hábitos de consumo. Por essa razão, temos todos os motivos para acreditar que esta continuará a destacar-se como uma forte tendência no mercado nacional”.

Consumo de Frutas e Legumes mais importante para os séniores

O estudo da Nielsen segmentou a análise do Painel de Lares em 4 grupos, de acordo com o gasto em frutas e legumes, e concluiu que o grupo constituído por um perfil mais sénior, com um agregado menor e sem crianças no lar tem na cesta um maior número de frutas e legumes. Trata-se de um segmento, de menor dimensão, apenas 19%, mas é o que concentra o maior gasto em frutas e legumes, ou seja, 36%, mostrando uma maior preocupação com a saúde.

Menos frutas e legumes nos lares com perfil jovem e com crianças

Lares com um perfil mais jovem, com maior dimensão e com crianças apresentam uma cesta com menor percentagem de frutas e legumes. A cesta inclui mais produtos de conveniência, ou seja, mais práticos, que facilitam o dia-a-dia, e de indulgência, que lhes oferecem momentos de satisfação. Estes lares, de famílias com vidas mais ativas, procuram produtos que permitem poupar algum tempo para outras atividades.

O estudo mostra que a principal preocupação dos portugueses, para além da saúde, é o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, e os hipermercados possuem mais relevância para este comprador, por comparação ao segmento mais envelhecido.

O Painel de Lares da Nielsen é constituído por uma amostra de 3.000 lares de Portugal Continental, que registam os produtos de Grande Consumo que adquirem em qualquer canal de compra, numa recolha regular e contínua das compras via scanner. Esta amostra é demográfica e geograficamente representativa, retratando os 3,9 milhões de lares existentes em Portugal Continental e permitindo assim obter insights sobre o comportamento de compra e o perfil das famílias portuguesas.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!