Economia portuguesa cresce 2,3% no segundo trimestre de 2018

Dados do Instituto Nacional de Estatística indicam que o Produto Interno Bruto (PIB) português cresceu 2,3%, no segundo trimestre de 2018, em comparação com o período homólogo, e de 0,5% em relação ao trimestre anterior.

0
Ministério das Finanças
Ministério das Finanças. Foto: Rosa Pinto

O Ministério das Finanças (MF) salientou a forte dinâmica de investimento, com aumento de 6,4%, em termos homólogos, com especial destaque para o aumento de 10,2% do investimento em ‘outras máquinas e equipamentos’.

O crescimento das exportações de bens e serviços também cresceu 6,8% e o MF indicou que se manteve “uma forte dinâmica na criação de emprego, com um aumento de 2,1% do emprego total e de 2,9% do emprego remunerado, corrigidos de sazonalidade” e que se verificou uma “redução do desemprego, com uma queda de 2,1%, ou seja, menos 110 mil desempregados.”

Para o MF “o crescimento da economia ocorre num contexto de maior equilíbrio das contas externas”, com o saldo externo de bens e serviços a manter um excedente nominal de 0,4% do PIB, “e de gestão criteriosa das contas públicas” com o consumo público a registar uma variação homóloga de 0,4%.

Verificou-se, no entanto, que o “crescimento do PIB foi ligeiramente superior ao europeu e à zona euro”, que foi de 2,2% em termos homólogos, “permitindo a Portugal prosseguir a tendência de convergência com a União Europeia.”

O MF lembrou que “este é o décimo sétimo trimestre consecutivo de crescimento da economia portuguesa, num quadro de maior equilíbrio macroeconómico interno e externo e de consolidação fiscal”. Um cenário que “é o melhor garante de resiliência da economia portuguesa face às exigências macroeconómicas e de provisão sustentável de serviços públicos.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!