Ensino à distância com apoio pela televisão

#EstudoEmCasa disponibiliza “aulas” pela televisão para o ensino básico e agora também para o ensino secundário. O recurso pela televisão é um complemento importante para o ensino à distância, para alunos como para professores.

0
Ensino à distância com apoio pela televisão
Ensino à distância com apoio pela televisão

Começou hoje, 8 de fevereiro, a emissão das “aulas” do #EstudoEmCasa para o Ensino Secundário através da televisão. Os 75 blocos pedagógicos temáticos semanais produzidos para o Ensino Secundário, que desde o início do ano letivo têm vindo a ser disponibilizados na RTP Play, passam a ser emitidas na televisão digital terrestre (TDT) na posição 8, no caso dos Açores e da Madeira na posição 9, e na posição 444 das operadoras MEO, NOS, Vodafone e Nowo.

Este meio complementar de apoio ao ensino a distância é considerado um recurso pedagógico especialmente relevante. Um recurso que resultado de uma parceria entre o Ministério da Educação (ME) e a RTP, e tem o apoio das Editoras Leya e Porto Editora. O #EstudoEmCasa nasceu em abril de 2020, como complemento ao ensino a distância, devido à situação epidemiológica da COVID-19.

O ME indicou que apesar do ensino presencial, no início do ano letivo decidiu manter e alargar o projeto ao Ensino Secundário, transformando o #EstudoEmCasa no conjunto mais completo de recursos educativos em língua portuguesa acessível a todos e em formato televisivo.

Dada a importância do recurso para os alunos mas também para os professores e na perspetiva de proporcionar um acesso universal, os conteúdos relativos ao Ensino Secundário têm agora uma distribuição alargada à televisão, tal como acontece no Ensino Básico.

O #EstudoEmCasa passa a estar disponível na televisão, para o 1.º ao 12.º anos de escolaridade, de segunda a sexta-feira. Neste caso com a função de reforçar as aprendizagens num contexto síncrono e/ou assíncrono, como também favorecer o trabalho autónomo dos alunos.

O recurso também permite enriquecer as ferramentas didáticos dos professores, cumprindo-se a maior parte das componentes curriculares dos cursos científico-humanísticos, do 10.º ao 12.º ano, e dos cursos profissionais, do 1.º ao 3.º ano.

Os 15 blocos pedagógicos temáticos diários do Ensino Básico são transmitidos na RTP Memória e os 15 do Ensino Secundário nas outras posições de televisão das 09h00 às 16h30, com interpretação em língua gestual portuguesa (no caso do Secundário a grelha diária é repetida a partir das 16h30).

Todos os conteúdos, do ensino Básico ao Secundário, estão disponíveis na RTP Play, através da app #EstudoEmCasa, e nas plataformas de videoclube nas diferentes operadoras de cabo

Para a edição 2020/2021 foram criadas uma equipa de coordenação e uma equipa específica para o seu desenvolvimento, composta por mais de quatro dezenas de professores e cinco intérpretes de Língua Gestual Portuguesa, estando a responsabilidade pedagógica a cargo da Direção-Geral da Educação.

O #EstudoEmCasa nas várias plataformas

Internet: https://www.rtp.pt/play/estudoemcasa/ (emissão de cada dia on demand e módulos individualizados); e em https://estudoemcasa.dge.mec.pt/

(recursos educativos utilizados na aula);

APP: #EstudoEmCasa – https://www.rtp.pt/instale-estudoemcasa/

Televisão – Ensino Básico:
TDT – posição 7
MEO – posição 100
NOS – posição 19
Vodafone – posição 17
Nowo – posição 1

Televisão – Ensino Secundário:

TDT – posição 8 (posição 9 nos Açores e na Madeira)
MEO, NOS, Vodafone e Nowo – posição 444

Nesta parceria do Ministério da Educação com o serviço público de televisão, destaque ainda para a programação da RTP 2, que voltou a reforçar os conteúdos infantis nos últimos dias, que é uma resposta particularmente importante para as crianças da Educação Pré-Escolar.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!