Escolas podem substitui Assistentes Operacionais ao fim de 12 dias

Novo despacho do Ministério da Educação permite que as Escolas possam recorrer à “bolsa de contratação” para substituir os Assistentes Operacionais ao fim de 12 dias de ausência dos trabalhadores.

0
Ministério da Educação
Ministério da Educação. Foto: © Rosa Pinto

As Escolas vão poder substituir os Assistentes Operacionais (AO) de forma mais célere, com a possibilidade de recurso à reserva de recrutamento ao fim de 12 dias de ausência dos trabalhadores, deu a conhecer o Ministério da Educação.

A “bolsa de contratação”, que permitia suprir situações de ausências prolongadas por parte das escolas, ao fim de 30 dias, passa agora a ser possível ao fim de 12 dias de ausência.

O Ministério da Educação (ME) indicou também que “a generalidade dos processos de recrutamento dos 1067 assistentes operacionais está terminada, estando os mesmos já a trabalhar nos respetivos Agrupamentos de Escolas”. Isto possibilita o acesso ao mecanismo de reserva de recrutamento, e assim, colmatar possíveis faltas temporárias.

Em paralelamente, o ME tem vindo a outorgar horas suplementares, em casos pontuais, suprindo também necessidades existentes. O ME lembrou ainda que “a portaria de rácios tem genérico cumprimento nos estabelecimentos de ensino, o que resulta na colocação de mais de 4 mil Assistentes Operacionais nos últimos 3 anos”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!