Escolas submetidas a testes rápidos à COVID-19

Para detetar rapidamente eventuais casos de COVID-19, em alunos, professores e outro pessoal das escolas secundárias, vão ser realizados testes de antigénio. Os testes rápidos à COVID-19 começam a 20 de janeiro nos concelhos de risco extremamente elevado.

0
Escolas submetidas a testes rápidos à COVID-19
Escolas submetidas a testes rápidos à COVID-19. Foto: © Rosa Pinto

Alunos, professores e outro pessoal das escolas com ensino secundário de concelhos de risco extremamente elevado vão ser submetidos a testes rápidos à COVID-19 a partir de amanhã, 20 de janeiro de 2021.

O Ministério da Educação indicou que em caso de identificação de surtos ativos será intensificada a testagem, envolvendo e priorizando toda a comunidade escolar dos estabelecimentos de ensino afetados, independentemente do grau de ensino a que pertença.

A realização de testes de antigénio (Trag) vai permitir aumentar a rapidez da deteção e rastreamento de eventuais casos de SARS-CoV-2, em alunos, pessoal docente e não docente. Um trabalho conjunto das áreas governativas da Saúde e da Educação.

Para operacionalizar a estratégia de testagem, a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), em colaboração com estruturas regionais e com as Administrações Regionais de Saúde, elaboraram um modelo de consentimento informado a ser obtido junto dos encarregados de educação, bem como informação sobre a importância do processo de testagem para fornecer à comunidade educativa.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!