GPS para conhecer cientistas portugueses no estrangeiro

Plataforma digital ‘Global Portuguese Scientists’ para conhecer os cientistas de nacionalidade portuguesa que trabalham no estrangeiro, bem como facilitar uma rede de contactos que ligue todos os cientistas portugueses.

0
2
Partilhas
GPS para conhecer cientistas portugueses no estrangeiro
GPS para conhecer cientistas portugueses no estrangeiro. Foto: Rosa Pinto

A rede ‘Global Portuguese Scientists’ (GPS) é uma plataforma digital que irá permitir conhecer os cientistas portugueses espalhados pelo mundo, ou seja, quantos são, onde estão e quais os seus percursos.

A rede GPS é uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), da Universidade de Aveiro, da Altice Labs e da Ciência Viva. O coordenador da rede GPS, David Marçal, e o colaborador da FFMS, Carlos Fiolhais, apresentam a rede ‘Global Portuguese Scientists’, no Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva, a 22 de novembro, durante a Semana da Ciência e da Tecnologia 2016.

A rede GPS, acessível via Web em www.gps.pt, tem “como objetivo fomentar a colaboração entre cientistas portugueses que trabalham em diferentes países. Para aproximar a diaspora científica da sociedade portuguesa, de modo a aumentar a sua visibilidade e reconhecimento em Portugal”, indica a FFMS.

A plataforma GPS conta com “a preciosa ajuda de várias associações de investigadores portugueses no estrangeiro, como a AGRAFr de França, a ASPPA da Alemanha, a Native Scientists, a PAPS da América do Norte e a PARSUK do Reino Unido” indica a Ciência Viva.

A plataforma é aberta, onde todos os cientistas se podem registar, mas apenas irão aparecer no mapa “os investigadores que em qualquer fase da sua carreira trabalharam por um período de pelo menos três meses fora de Portugal”.

“Queremos encontrar os investigadores portugueses no estrangeiro, ajudá-los a encontrarem-se uns aos outros e a encontrarem-se com o seu país de origem”, refere a Ciência Viva.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz