Guiné Equatorial vai ter Centro de Língua Portuguesa

Universidade Nacional da Guiné Equatorial e o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua assinaram, hoje, um protocolo para a criação de um Leitorado de Português e de um Centro de Língua Portuguesa na Universidade, em Malabo.

0
Guiné Equatorial vai ter Centro de Língua Portuguesa
Guiné Equatorial vai ter Centro de Língua Portuguesa. Foto: © TVEuropa

A Rede de Ensino de Português do Camões I.P. passa agora a integrar a Guiné Equatorial no seguimento da assinatura de um Protocolo de Cooperação entre o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua I.P. e a Universidade Nacional da Guiné Equatorial (UNGE).

O protocolo tem como objetivo a criação de um Leitorado de Português e de um Centro de Língua Portuguesa / Camões, I.P., na UNGE. Para o efeito já está “selecionada a docente que irá assegurar o desenvolvimento de um major e de um minor em Estudos Portugueses, bem como de projetos no domínio da formação de Docentes de Português como Língua Estrangeira.”

Assinatura do protocolo decorreu hoje, 18 de dezembro, em entre o Encarregado de Negócios de Portugal, em Malabo, Manuel Grainha do Vale, e o Reitor, Filiberto Ntutumu Nguema Nchama, da Universidade Nacional da Guiné Equatorial. À cerimónia de assinatura, na capital da Guiné Equatorial, assistiu o Ministro Delegado dos Assuntos Exteriores e Cooperação da Guiné Equatorial, Bonifácio Mitogo Bindang.

Para o Ministério dos Negócios Estrangeiros português trata-se de “um importante Protocolo que marca o início da cooperação em matéria de promoção da Língua Portuguesa por parte de entidades portugueses naquele país da CPLP.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!