“Gulliver” em Coimbra num espetáculo interativo

No Convento São Francisco, em Coimbra, tem lugar “Gulliver”, de Tiago Cadete. Um espetáculo interativo e inspirado nas “Viagens de Gulliver”. Um navegador que vem do futuro e utiliza os meios digitais interativos para aceder à memória coletiva.

0
“Gulliver” em Coimbra num espetáculo interativo
“Gulliver” em Coimbra num espetáculo interativo. Foto: DR

A Black Box do Convento São Francisco recebe, dia 13 de junho, às 16h00, o espetáculo de teatro interativo “Gulliver”, criado pelo artista Tiago Cadete. A peça recorre a uma das personagens românticas mais conhecidas do século XVIII, para abordar, através de meios digitais, temas fundamentais dos dias de hoje como o colonialismo ou a migração.

Com interpretação de Nuno Pinheiro e Leonor Cabral e apoiado pelo Ministério da Cultura, através da Direção-Geral das Artes, neste espetáculo pretende-se pensar o lugar do viajante.

No espetáculo, o navegador anti-herói que encontra habitantes minúsculos com nomes estranhos – “Gulliver” – é apresentado como uma espécie de VJ que surge como uma inteligência artificial, vinda do futuro, e que utiliza meios digitais e interativos para contar a sua história e aceder criativamente à memória coletiva. Isto tudo acontece através de documentos, imagens e sons construídos nos últimos quase 300 anos – um grande arquivo, retirado da internet, sobre as interpretações de “As Viagens de Gulliver”.

Este espetáculo está integrado no Semestre Europeu – A Europa em Coimbra 2021, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Coimbra e integrada na candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027. O preço geral dos bilhetes, disponíveis na Ticketline, é de 5 euros, mas podem ser adquiridos, também, por 4 euros (estudante e a partir dos 65 anos) ou 8 euros (bilhete família).

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!