Indra e Junta da Galiza procuram empreendedores na área dos drones

Indra e Junta da Galiza e mais parceiros estabelecem acordo no âmbito da Aeronautics Business Factory, uma incubadora e aceleradora, para atrair empreendedores de todo o mundo, para o sector dos drones de âmbito civil.

0
Indra e Junta da Galiza procuram empreendedores na área dos drones
Indra e Junta da Galiza procuram empreendedores na área dos drones. Foto: DR

A Indra é parceira tecnológica da Junta da Galiza na ‘Civil UAVs Initiative’ para promover a criação e aceleração de pequenas e medias empresas, de qualquer parte do mundo, que pretendam trabalhar a partir da Galiza no desenvolvimento de projetos e ideias inovadoras no setor dos drones civis.

A empresa de consultadoria e tecnologia global vai realizar um rastreio internacional e a seleção e apoio às melhores startups ligadas aos drones, dentro da Aeronautics Business Factory (ABF), uma incubadora e aceleradora, que a Junta da Galiza acaba de por a funcionar através da Agência Galega de Inovação, e que conta com o apoio e colaboração de diversos parceiros. A ABF dispõe de um fundo de 4,75 milhões de euros até 2021.

Os trabalhos de captura de empreendedores têm início no próximo mês de novembro, com o lançamento, pela ABF, da primeira de três convocatórias anuais à qual se podem candidatar os empreendedores e inovadores no domínio dos drones de qualquer parte do mundo.

O objetivo é identificar 19 projetos aeronáuticos excecionais que tenham profissionais capacitados e com elevada preparação. Os projetos devem escaláveis e aceleráveis, e que garantam um impacto assinalável no mercado global.

Os projetos selecionados têm na ABF o financiamento para trabalhar a partir da Galiza, e vão beneficiar de uma completa gama de serviços de grande valor, desde a possibilidade de dispor de um espaço de trabalho próprio, o acesso a modernas infraestruturas para realizar testes, utilização gratuita ou com bonificação do renovado aeródromo de Rozas, em Lugo, dispor de aeronaves como a P2006T MRI da Indra para testar os sistemas e carregamentos pagos, bem como a assessoria e tutorização tecnológica e de negócio proporcionadas pelos parceiros da ABF.

Uma iniciativa pioneira na Europa

Nove projetos devem corresponder a ideias numa fase precoce de gestação, e serem provenientes de universidades (spinoffs), empresas independentes (startup) ou de excisões de empresas (spinouts).

Os outros dez devem ser projetos do sector aeroespacial em fase de crescimento e com um modelo de negócio já validado. Neste caso a ABF vai facultar apoio para as atividades de investigação industrial, desenvolvimento experimental ou inovação tecnológica que sejam necessárias para poder lançar produtos ou serviços de forma rápida e efetiva no mercado.

As empresas selecionadas também vão beneficiar da oportunidade de integrar a Civil UAVs Initiative (CUI) da Junta da Galiza, uma das iniciativas mais importantes que existe na Europa para promover o uso civil de drones e melhorar os serviços que as administrações prestam aos cidadãos através do uso destas tecnologias.

A CUI disponibilizou aproximadamente 150 milhões de euros que se distribuem em quatro grandes programas. O primeiro focado na criação e melhoria de uma rede completa de infra-estruturas aeronáuticas que facilitem o desenvolvimento de um polo tecnológico ligado aos drones na Galiza; o programa de I+D, com um investimento de 115 milhões, com a Indra e a Babcok como principais parceiros, trabalha no desenvolvimento de novos produtos, tecnologias e soluções; o terceiro, articula-se através de dez licitações com as quais a Junta da Galiza realiza a compra pré-comercial de soluções baseadas no uso de Veículos Aéreos não Tripulados que possam estar prontas no prazo de dois anos, sendo que seis destas já foram adjudicadas por um valor global de 6,36 milhões de euros e visam melhorar a gestão do território e do meio rural, e o último é o programa de incubação e aceleração de empresas, que tem na criação da ABF a sua principal intervenção.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!