Japão traz à Web Summit, em Lisboa, 16 startups

Projetos japoneses dos sectores espacial, tecnologias informáticas e sustentabilidade, vão ser apresentados na Web Summit, em Lisboa, de 4 a 7 de novembro de 2019. O número das startups japonesas presentes na Web Summit quase triplica, em relação ao ano anterior.

0
Japão traz à Web Summit, em Lisboa, 16 startups
Japão traz à Web Summit, em Lisboa, 16 startups. Foto: © Rosa Pinto

A agência governamental japonesa, Japan External Trade Organization (JETRO), traz à Web Summit, que decorre em Lisboa de 4 a 7 de novembro de 2019, 16 startups inovadoras, especializadas em tecnologia de ponta dos sectores: espacial; inteligência artificial e processamento de dados; assistência médica; blockchain; e outros.

A JETRO, a principal player no que toca à promoção de startups japonesas no estrangeiro, quase triplica a representação do ano passado na Web Summit com empresas promissoras e inovadoras. Para Susumu Kataoka, diretor geral da JETRO Paris a “Europa e Japão devem unir esforços para estabelecer uma relação ainda mais próxima. Esta é a nossa principal mensagem”.

J-Startup lança startups de sucesso para o mercado global

Das 16 startups a marcar presença na Web Summit, cinco fazem parte do programa J-Startup, uma iniciativa do Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão, que tem como objetivo catapultar startups japonesas para o mercado global.

Entre os principais projetos, a apresentar em Lisboa, destaca-se:

A ALE CO., Ltd, que está, atualmente, a criar “meteoros” a partir de pequenos satélites para recolher dados que vão permitir prever as mudanças climáticas;

A Ispace que está a desenvolver um módulo e veículos lunares para transporte de cargas para a lua;

A startup MUSCA, no âmbito da sustentabilidade, que está a desenvolver um sistema de reciclagem que utiliza larvas de moscas domésticas para transformar resíduos orgânicos em adubo e proteínas para a alimentação;

A FiNC Technologies, responsável por desenvolver a principal aplicação de saúde e bem-estar nipónica, que conta com mais de sete milhões de downloads;

A Astroscale, líder de mercado no ramo de remoção de detritos espaciais e que tem como objetivo garantir a segurança de viagens espaciais e a órbita de satélites.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!