Lisboa Capital Verde Europeia 2020 com cerimónia de abertura no Alto do Parque Eduardo IV

Capital Verde Europeia 2020 traz a Lisboa o Secretário-geral da ONU, António Guterres, o vice-presidente da Comissão Europeia e o comissário europeu do Ambiente, Oceanos e Pescas. Cerimónia de abertura é a 11 de janeiro.

0
Lisboa Capital Verde Europeia 2020 com cerimónia de abertura no Alto do Parque Eduardo IV
Lisboa Capital Verde Europeia 2020 com cerimónia de abertura no Alto do Parque Eduardo IV. Foto: © Rosa Pinto

No sábado, 11 de janeiro, às 15h00, no Alto do Parque Eduardo VII, Jardim Amália Rodrigues, junto à Bandeira de Portugal, decorre a cerimónia de abertura de “Lisboa Capital Verde Europeia 2020”, com intervenções do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

As comemorações prosseguem no Pavilhão Carlos Lopes, com uma conversa entre estudantes e o Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, o Primeiro-Ministro, António Costa, o Vice-Presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans e o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

Depois das 16h30, no Pavilhão Carlos Lopes, tem lugar cerimónia de passagem de testemunho de Oslo para Lisboa onde intervêm o comissário europeu do Ambiente, Oceanos e Pescas, Virginijus Sinkevičius, o Presidente-Governador da Câmara de Oslo, Raymond Johansen, e o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

A propósito da visita a Lisboa para a cerimónia de abertura da Capital Verde Europeia 2020, o Vice-Presidente da Comissão Europeia referiu: “As cidades do futuro serão mais limpas e mais saudáveis, será mais fácil circular nelas e vão funcionar com base em energia e transportes sustentáveis”, e “Lisboa é pioneira”.

Frans Timmermans ainda acrescentou: “Existem muitos projetos positivos a acontecer em Lisboa e eu estou entusiasmado por visitar alguns deles, ouvir as perspetivas dos cidadãos e levar comigo exemplos para partilhar com outros por toda a Europa”.

Para o comissário Virginijus Sinkevičius “Lisboa encetou o seu caminho rumo à sustentabilidade num período de crise económica e tornou-se uma inspiração e um claro exemplo a seguir para muitas cidades da Europa, demonstrando claramente que a sustentabilidade e o crescimento económico vão de mãos dadas. Além disso, Lisboa mostrou que uma abordagem integrada no que se refere às infraestruturas verdes, à requalificação de terrenos não utilizados e ao empenhamento na ecoinovação podem ajudar a construir uma cidade mais saudável e mais apropriada para os seus residentes”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!