Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos

Estados Unidos fornecem atualmente 52% da soja consumida na União Europeia. O aumento foi de 133% em comparação com mesmo período de 2017, e uma consequência do encontro, a 25 de julho, entre os presidentes Juncker e Trump.

0
Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos
Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos. Foto: Rosa Pinto

Os mais recentes dados da Comissão Europeia indicam que as importações de soja feitas pela União Europeia (UE) são atualmente a partir dos Estados Unidos da América (EUA), tornando-se neste caso o principal fornecedor do produto à Europa, com uma quota de 52 %.

Uma mudança significativa dado que no mesmo período do ano anterior a quota era de 25 %. Este aumento é, indicou a Comissão Europeia, uma consequência do encontro em Washington a 25 de julho, dos presidentes Juncker e Trump que emitiram uma declaração conjunta UE-EUA, na qual as duas partes acordaram intensificar as trocas comerciais em vários setores e produtos, nomeadamente da soja.

Também, na sequência do encontro, o presidente da Comissão Europeia criou um mecanismo de informação para acompanhar a evolução do comércio de soja. Esse mecanismo permitiu verificar que as importações provenientes dos Estados Unidos aumentaram 133 %, em comparação com o mesmo período do último ano (entre julho e meados de setembro de 2017).

Phil Hogan, Comissário europeu responsável pela Agricultura, referiu: Congratulo-me com os mais recentes dados sobre o comércio, que mostram que estamos a concretizar o compromisso assumido pelos presidentes Juncker e Trump no sentido de aumentar as trocas comerciais, especialmente no que diz respeito à soja. Esta situação reflete tanto a longevidade das nossas relações comerciais como o potencial para alcançar muito mais, ao trabalharmos em conjunto para aprofundar essa relação.”

Os dados atuais fornecidos pelo mecanismo da Comissão Europeia mostram que as importações de soja dos EUA para a UE têm vindo a aumentar continuamente ao longo das últimas semanas:

Nas 12 primeiras semanas da campanha de comercialização de 2018 (de julho a meados de setembro), as importações para a UE de soja proveniente dos Estados Unidos registam um aumento de 133 %, alcançando 1 473 749 toneladas, em comparação com o mesmo período de 2017.

Em 1 de agosto de 2018, e respeitante às primeiras cinco semanas da campanha de comercialização em curso, as importações dos EUA ascenderam a 360 000 toneladas, o que corresponde a um aumento de 280 %, numa base anual;

Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos
Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos. Fonte: CE

No total de importações de soja para a UE, a quota dos EUA é agora de 52 %, em comparação com 25 % no mesmo período do último ano. Esta situação coloca os EUA à frente do Brasil com 40 %, o segundo fornecedor da UE, seguidos pelo Canadá com 2,3 %, do Paraguai com 2,3 % e do Uruguai com 1,7 %.

Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos
Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos. Fonte C
Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos
Mais de 50% da soja consumida na União Europeia vem dos Estados Unidos. Fonte: CE

Atualmente, a UE importa cerca de 14 milhões de toneladas de soja por ano como fonte de proteínas para alimentação animal, incluindo galinhas, suínos e bovinos, bem como para a produção de leite. Devido aos preços competitivos, a soja proveniente dos EUA constitui uma opção de alimentação animal muito atrativa para os importadores e utilizadores europeus.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!