Mercado do jogo online em Portugal com crescimento equilibrado e sustentado

Relatórios do Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos sobre jogos e apostas online do 2º e 3º trimestres de 2020 mostram que as variações dependentes das medidas devido à pandemia de COVID-19 não foram disruptivas na atividade.

0
Mercado do jogo online em Portugal com crescimento equilibrado e sustentado
Mercado do jogo online em Portugal com crescimento equilibrado e sustentado. Foto: © Rosa Pinto

Os relatórios sobre a atividade de jogos e apostas online relativo aos 2º e 3º trimestres de 2020 mostram que os jogos online continuam a despertar interesse nos operadores existentes e simultaneamente demonstram uma capacidade de se adaptar a novas realidades, apresentando um crescimento equilibrado e sustentado.

O ano de 2020 foi fortemente marcado pelo surto pandémico provocado pela doença COVID-19, e os dados agora divulgados no relatório do 2º trimestre de 2020, confirmam as variações significativas e atípicas no volume de apostas realizado, verificando-se uma quebra expressiva no volume de apostas desportivas à cota online face a períodos anteriores – em resultado da suspensão de um elevado número de competições desportivas – e um aumento significativo do volume de apostas em jogos de fortuna ou azar online – evolução que poderá ser explicada em parte pelo encerramento de todos os casinos até 1 de junho de 2020, devido a medidas de controlo da pandemia de COVID-19.

Os dados mostram que no 3º trimestre de 2020, houve um regresso da atividade de exploração dos jogos e apostas online para níveis e padrões mais próximos dos registados em períodos anteriores ao surto pandémico, assistindo-se, por comparação com o 2º trimestre deste mesmo ano, a uma recuperação dos montantes das apostas realizadas nas apostas desportivas à cota e a uma diminuição os jogos de fortuna ou azar.

No que se refere ao número de novos registos de jogadores constata-se um crescimento durante o 3º trimestre de 2020, com 156,8 mil novos registos. Quando houve uma diminuição registada no trimestre anterior de 130,3 mil novos registos, menos 27,1 mil face ao 1º trimestre de 2020.

Relativamente à distribuição dos jogadores por grupo etário, e não obstante as variações atípicas registadas no volume e tipo de apostas realizadas nos períodos em análise, não se observaram alterações expressivas, no 3º trimestre, com os jogadores com idades compreendidas entre os 25 e os 44 anos a representarem cerca de 62% do total de jogadores registados, e os jogadores mais jovens, entre os 18 e os 24 anos, a representarem aproximadamente 22,5% do total.

Do número total de jogadores que realizaram apostas durante o 3º trimestre de 2020, verificou-se que:

  • 44,7% efetuaram as apostas exclusivamente em apostas desportivas à cota;
  • 33,4% jogaram somente em jogos de fortuna ou azar:
  • 22,0% dos jogadores tiveram prática de jogo em apostas desportivas à cota e em jogos de fortuna ou azar.

Estes dados revelam padrões mais semelhantes aos períodos anteriores ao surto pandémico provocado pela doença COVID-19, invertendo o padrão observado no 2º trimestre de 2020, em que:

  • 48,7%, jogaram somente em jogos de fortuna ou azar;
  • 34,4% exclusivamente em apostas desportivas à cota;
  • 16,9% realizaram apostas em ambas as categorias.

A evolução observada no 3º trimestre de 2020 resultou, por um lado, da gradual reabertura de diversas atividades económicas e do desaparecimento das medidas restritivas impostas até então, dada a necessidade de combater a propagação da COVID-19 – nomeadamente pelo regresso da maioria das grandes competições desportivas e pela reabertura dos casinos -, mas também pelo aumento do número de licenças, dado que foram emitidas mais 6 novas licenças, por comparação com as existentes no 3º trimestre de 2019, para a exploração de jogos e apostas online.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!